• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Ushuaia, uma viagem ao fim do mundo

A beleza do fim do mundo

Parece ironia mas a cidade mais próxima do Pólo-Sul é chamada de Terra do Fogo. Ushuaia, na Patagônia argentina, é o fim da América do Sul e uma espécie de final feliz ou cereja no topo do bolo pra um continente tão lindo e cheio de paisagens deslumbrantes. O nome Terra do Fogo veio dos povo que colonizou os confins do continente e acendia fogueiras pra se aquecer diante do frio intenso.

Para conhecer outras cidades da Patagônia clique aqui!

CHEGANDO

O estreito de Magalhães e o vento

Chegar ao fim do mundo não pode ser fácil, né? Se a sua opção não foi um cruzeiro pela Patagônia, você pode pisar nos confins do continente chegando de carro, ônibus ou avião. Nenhuma deve ser moleza. Quem chega pelo ar precisa atravessar as famosas correntes de ar que deixam o voo absolutamente instável e fazem você, entre uma reza e outra, começar a pensar em tudo que gostaria de fazer e que ainda não fez. A Aerolineas Argentinas tem bastante opções partindo de várias cidades Argentinas. Quem sai do Brasil vai fazer um pit stop obrigatório em Buenos Aires. O viajante que optar pela via terrestre terá que enfrentar o estreito de Magalhães e todas as instabilidades que o lugar apresenta. Para chegar em Ushuaia, ônibus ou carros precisam atravessar o estreito num ferry boat que frequentemente suspende os serviços por causa dos fortes ventos. Paciência é algo indispensável. A travessia dura pouco mais de 15 min mas eu fiquei 15 horas esperando o vento passar. De carro, além de fica atento sobre as obrigatoriedades exigidas pelos órgãos de trânsito argentino, os viajantes devem ficar atento também às condições climáticas. É comum nevar na região o que deixam as estradas escorregadias e perigosas.

A CIDADE

Cidade de boneca

Ushuaia é uma pequenina cidade entre uma cordilheira e o canal de Beagle. Existem duas ruas principais – uma às margens do canal e outra um pouco acima com a maioria dos restaurantes e lojinhas. Uma particularidade é que a cidade fica na base de uma montanha, logo a circulação em Ushuaia é feita sempre de forma inclinada. Se você está indo em direção ao canal isso não é um problema, afinal, pra descer todo santo ajuda. O problema é na volta. As ladeiras parecem intermináveis, principalmente depois de um dia inteiro de passeio. Nossa opção foram os táxis, que são fartos. Apesar da distância pequena a gente não abriu mão deles na volta pra casa.

ATRAÇÕES

*Passeio pelo canal de Beagle – Eu cheguei em Ushuaia com uma ideia fixa: ver pinguins no seu habitat natural. Você imagina a minha decepção quando o vendedor do passeio me contou que aquela não era época de pinguins. Eu, inocente, nem sabia que tinha temporada de pinguins. Pra mim eles moravam na Patagônia e pronto. Mas em épocas mais quentes eles migram mais para o norte e se instalam na Península de Valdez. Às vezes, um ou outro, perdido, acaba em alguma praia carioca. Bem, o fato é que nós pegamos o passeio de barco que sai do cais de Ushuaia vai até o farol antigo da cidade sempre passando por pequenas ilhas de pedra onde moram todos os tipos de bichos. Qual não fo a minha surpresa ao ver uma pedra repleta de: pinguins! O guia explicou que aqueles não eram pinguins mas cormoranes, que são primos dos pinguins. Sinceramente, pra mim deu igual. Depois de ver os cormoranes, outros muitos pássaros e leões marinhos eu saí de lá com o desejo realizado. As paisagens são deslumbrantes e o passeio é ótimo. A dica importante é a seguinte: esse deve ser seu primeiro passeio em Ushuaia. Isso porque se tiver ventando muito – o que é praticamente dia sim, dia não – o passeio não sai. Se você agendar logo tem toda a sua estadia pra conseguir fazer o passeio. Se deixar pro último dia e o tempo não ajudar, já era. Ah, e se o passeio não sair você fica com o crédito pra ir em outro horário.

azul, verde e branco pra todo lado

*Parque Nacional da Terra do Fogo – Junto com o parque abaixo, foi onde eu encontrei as paisagens mais lindas de Ushuaia. A visita é toda muito bem organizada. Ao invés de fecharmos a visita em uma agência resolvemos pegar uma das vans que saem diariamente da rua do canal. Adoramos a opção. Além de ser mais barato, nos deu liberdade para explorar o parque com calma. Assim que chega, você paga o ingresso e ganha um mapa. Além da indicação das trilhas, com as distâncias, lá também estão assinalados os pontos onde as vans passam. A partir daí você escolhe a trilha que tenha mais a ver com o seu preparo físico e só precisa estar de volta em um dos pontos no horário que passam as vans. As trilhas eram marcadas com pontos amarelos, não é algo difícil de seguir, mas é preciso ficar atento.

 

*Parque Nacional Lapataia – É onde terminam todas as estradas do continente. O parque está a beira do canal de Beagle e tem paisagens deslumbrantes e arco íris idem. É daqueles locais que seus olhos duvidam um pouco do que veem.

*Glaciar Martial – Bem pertinho do Centro da cidade, o glaciar funciona como pista de esqui no inverno e  como mirante com uma vista panorâmica linda nas demais estações.  A subida é feita num divertido teleférico. Quem tiver pique pode encarar uma caminhada de duas horas, que não é fácil. Lá em cima tem um café bacaninha mas quem tiver disposição pode fazer umas das pequenas trilhas afundando o pé na neve e se esbaldando em guerras de neve.

*Museu do Fim do Mundo e Aquário – dois programas que valem a pena somente se você tiver algum tempo livre.

*Cerro Castor – é o centro de esqui com a estação mais longa do continente. Se o seu plano é esquiar vale ver se é temporada.

lar doce lar dos cormoranes

*Trem do Fim do Mundo – antigamente o trem fazia o transporte de presidiários. Hoje é um passeio que sai de um ponto a 8 km de Ushuaia. Eu confesso que passei esse passeio por uma questão financeira e também porque quis passar mais tempo nos parques.

ROUPAS

Botas: pense nelas com carinho

Na Patagônia é frio, bem frio. Eu estive lá em outubro, ou seja, distante dos meses mais frios de inverno, mas mesmo assim nós tivemos a sorte de ver floquinhos de neve caindo e em mais de um dia acordamos com o chão branquinho, fruto da neve que caiu durante a madrugada. Por isso, é muito importante prestar atenção nas roupas. Além dos clássicos luvas, cachecol, gorro, ceroulas e meias calça que você carregaria para qualquer grande cidade que faz frio, vale a pena dar uma atenção especial ao sapato. O casaco corta vento é outro item indispensável na bagagem de quem está com roteiro programado pra Patagônia. Ushuaia venta demais e um casaco desse tipo é a única garantia de que você vai conseguir aproveitar os passeios, que são ao ar livre. Quando eu fui, optei por um da marca nacional Trilhas e Rumos. Era o melhor preço, apesar de não ser o mais bonito pra andar em cidades grandes combinou com o clima off road de Ushuaia e mais importante: me protegeu super bem do frio e me deixou quentinha mesmo diante da enorme ventania do canal de Beagle. Se você gosta de caminhar vale investir em um que tenha um sistema de absorção de suor. A bota é outro item que deve ser bem pesquisado. Um sapato impermeável é o basicão. Eu, de novo, apostei na tecnologia nacional. Depois de pesquisar preços e opiniões de outros amantes da caminhada acabei chegando a uma bota da marca Guartelá. Foi a melhor compra que eu podia fazer. Depois de desbravar a Patagônia, nos meus pés e nos pés de amigos, a minha bota salvou minha vida em trilhas da Nova Zelândia e desbravou aspaisagens peruanas. E continua aqui, intacta, inspirando novas aventuras.

Veja nesta lista algumas opções de hospedagem em Ushuaia.

Clique aqui para imprimir esse post.

Siga As Viajantes no twitter.

Personal Trip

About the Author

Destinos exóticos e desconhecidos. É em lugares assim que Reba prefere passar as férias. Isso deve ser uma desculpa para poder passar os outros 11 meses do ano planejando a viagem.

47 Respostas para “ Ushuaia, uma viagem ao fim do mundo ”

  1. Oi querida, estava procurando ilhas paradisíacas para lua de mel. Sou de Santa Catarina e vou me casar em outubro 2015. Então a partir do dia 18/10/15 gostaria de ir a Ushuaia. Vc indicaria? Eu consigo esquiar e ver pingüim essa época? Tem algum hotel bacana pra lua de mel? Quantos graus eu devo pegar essa época lá? E as roupas de frio tem que ser especiais ou só é necessário pra esquiar? eu consigo alugar ou comprar lá? E a passagem aérea eu vou de Porto Alegre a Buenos Aires e de Buenos Aires pra Ushuaia? Eu consigo ir até Ilhas Malvinas de Ushuaia? Gostaria de usar 7 dias nesses passeios é possível? Ps: Enviei via email e voltou. Qual seu email, mudou? No aguardo Lis

    Enviada do meu iPhone

  2. Oi Reba!
    Vou pra Ushuaia no final do mês e, como sou fotógrafo, gostaria de saber se é melhor eu ir por conta própria nos passeios. Você acha pior fechar com agência nesse caso??

    Obrigado!

  3. Paulo,
    Essa é uma pergunta difícil de responder. A temporada de pinguins costuma ir de outubro a março mas varia de ano a ano. A primeira semana de abril ainda existe possibilidade. Quando eu fui não tinha pinguins mas cormoranes que são parecidos.

  4. Gostaria de saber se na primeira semana de abril ja tem neve e se ainda dá para ver pinguins.

  5. Gostaria de saber se na primeira semana de abril ja tem neve e se ainda dá para ver pinguins.

  6. Oi Nidia,
    Eu não posso te afirmar com certeza sobre o guarda volumes porque eu não usei esse serviço mas o aeroporto é bem pequeno. Eu já fui há algum tempo mas, na época, tudo funcionava normalmente no domingo.
    Beijos

  7. Você saberia informar se no aeroporto de Ushuaia tem guarda-volumes para deixar mala? A Lan alterou nosso voo e ficaremos apenas algumas horas na ida e a pernoite será na volta de Calafate, mas queremos dar um pulo na cidade sem carregar mala.
    Outra dúvida: Domingo abre alguma coisa na cidade?

  8. Olá! Só poderei viajar no fim de janeiro, gostaria de levar meu filho de 4 anos. Nessa época existe neve em algum lugar em ushuaia?

  9. Olá Reba, apesar das ótimas dicas do seu blog, ainda tenho algumas dúvidas. Estou indo para Ushuaia no próximo Julho e tenho 3 desejos e 6 dias para realiza-los: Esquiar, ver iceberg e passear com os cães na neve.
    Quais as melhores dicas sobre essas atrações ?

    Ah…outra dúvida. É melhor levar Peso ou Real ?

    Um abraço e obrigado.

  10. Reba, estou lendo seu site agora, gostei muito! Estou planejando uma viagem para Ushuaia fevereiro do ano que vem. A passagem área é muito cara?

  11. Oi Andrea,
    Você vai passar em alguma outra cidade argentina antes? Como Buenos Aires, por exemplo? Caso sim, o melhor seria comprar nessa cidade porque as opções e o preço costumam ser melhores do que aqui no Brasil, que não tem muita tradição em roupas de frio. Caso contrário, precisa sair daqui com alguma coisa já. Ushuaia é uma cidade pequena e o frio é intenso.
    Aqui tem algumas dicas sobre roupas na Patagônia: http://asviajantes.com/viagem/el-chalten-a-patagonia-em-estado-natural

    Boa sorte e boa viagem.

  12. Vou para ushuaia em julho com meus filhos de 2 e 7 anos, one compro roupas de frio? E Melhor comprar ou a lugar ?
    Estou preocupada com os ventos e frio nos pes deles.

    Grata. Andrea

  13. Olá,seu blog é ótimo
    quero ir pra Ushuaia e El Calafate em fevereiro, depois do carnaval, mas só tenho 06 dias disponíveis. Tirando o dia da ida e o dia da volta, sobram 4 dias pra conhecer esses dois lugares

    estou pensando em ficar os 4 dias hospedada em Ushuaia e ir pra EL Calafate de manhã e voltar a noite

    será que dá???

  14. Amei as informações !
    Obrigada!

  15. Oi Camilla,
    É bem difícil e raro nevar em Bogotá mas faz frio, especialmente pros padrāoes brasileiros. Esteja preparada com casacos! Da uma olhada nas dicas de Bogotá: http://asviajantes.com/viagem/a-surpreendente-e-cosmopolita-bogota

    Bjo

  16. Olá estou indo para Bogotá dia 18/05 .. gostaria de saber de cai neve em bogotá??? obrigada

  17. Obrigado pelas dicas sera mto util! tbm irei no começo de abril. vlw

  18. Ola !Boa Tarde !

    Adorei seu post,com certeza vai ajudar e muito na minha viagem !
    Começo de abril estarei partindo pra lá.!!!

    Beijos

  19. Oi Felipe,
    Vamos ver no que eu posso ajudar:
    1) Eu passei o dia inteiro no Parque. Acho que ele é a principal atração de Ushuaia e vale o investimento.
    Pra ser muito sincera eu não lembro quanto tempo demora entre todos esses pontos mas se você optar pelo esquema que fizemos – de ir de van – pode ver com os motoristas e também checar bem o local e horários que as vans circulam por dentro do parque. Assim vc pode fazer alguns deslocamentos de carro.

    2)Ficamos em banheiro privativo. Os Comoranes era um hostel bem simples mas eu achei um bom custo benefício. Era limpo, o staff foi muito simpático e o quarto e o banheiros eram ok. Mas eu já fui há alguns anos… Não posso garantir que não tenha mudado…

    3) Não. Nós tomamos café todos os dias no Centro.

    4) O hotel não é exatamente no Centro. Fica algumas ruas acima. Nós íamos ao Centro a pé porque é uma descida e vc sabe, né? O santo ajuda! Eram uns 10 a 15 minutos de caminhada, dependendo do seu ritmo. Na hora de voltar eu sempre optei pelo táxi. Primeiro porque normalmente estava exausta, segundo porque era muito barato e terceiro porque apesar da distância não ser grande vc precisa subir ladeiras. O que, confesso, não é meu programa favorito.

    5) Não posso ajudar nessa. Nós abrimos mão do passei do trem do fim do mundo pelo passeio na baía.

    Muito sinceramente, eu acho os parques imperdíveis. Gostei bastante tb do Glaciar Martial, seu teleférico e paisagem deslumbrante. O passeio pela baía foi minha terceira opção e continuaria sendo hoje. Como eu não fui no trem não posso opinar sobre o que é melhor mas o meu conselho é que vc priorize os dois primeiros!

    Boa viagem e qualquer dúvida volte aqui.
    Beijos

  20. Olá Reba, estive lendo seu blog e achei informaçoes interessantes, mas ainda tenho umas dúvidas:

    1) Quanto tempo preciso para conhecer as principais atrações do Parque (Baia Lapatia, Baia Ensenada, Lago Roca) indo a pé? Dá para fazer em um dia ou preciso retornar ao parque mais dias?

    2) No Hostel Los Cormoranes vi que vc pegou um quarto com banheiro. O banheiro era privativo ou compartilhado? O banheiro era bom?

    3)Para quem fica por três ou mais noites eles incluem o café da manhã. Vc pegou este serviço?

    4) Durante o dia vc ia a pé para o centro de Ushuaia ou pegava táxi? O Hostel fica longe do centro?

    5) Com relação ao passeio do Trem do Fim do Mundo, saberia me informar se quando chega a estação do Parque podemos entrar no Parque e realizar alguma caminhada e depois voltar com a van ou não, temos que voltar com o trem ao ponto inicial?

    Estou indo a Ushuaia neste ano (Março) e ficarei lá por dois dias e meio, pelo que tenho lido achoi melhor dar prioridade aos passeios que vão ao Lago Fagnano/Escondido e aos que vão ao PN do Terra do Fogo. Estou em dúvida sobre o passeio do Tren, será que vale a pena?

    Muito obrigado pela ajuda e parabéns pelo blog.
    Felipe

  21. Oi Vania,
    Sim dá pra fazer o Parque Nacional Terra del Fogo sozinha. Vc pega uma van na rua do canal e a van te deixa no Parque. Lá eles te entregam uma espécie de mapa com os “pontos” onde a van para e os horários. É só estar no lugar no horário e voltar pra Ushuaia. Eu que não gosto muito de tours achei o esquema perfeito pra mim. Mas sem tour é preciso ter disposição pra andar por lá.
    Sobre o Glaciar Martial eu recomendo que vc vá de teleférico. A subida tem uma vista incrível e é sempre uma ótima diversão pra crianças. Eu acho que não fiz esse passeio dos castores.
    Beijos

  22. Outra:
    vc disse q fez os passeios por conta própria!!!! Dá pra fazer o Parque Nacional Tierra del fuego sozinha? Pra conhecer Baia Lapatia, Baia Ensenada, Lago Roca????
    Obrigada again.

  23. Olá Reba
    Excelente e rico seu relato. Somos casal com criança de 8 anos muito ativa e esportiva… Dúvidas:
    * o passeio dos castores é imperdível ou consigo ver as castoreiras em outro passeio e tudo bem????
    * quero subir o Glaciar Martial, por isso, já estamos treianndo ladeiras… sei q são 2 hs de caminhada, talvez 3h com criança… dá pra fazer o canopy depois???

  24. Oi Lais,
    Se vc vai em um cruzeiro com hora determinada pra voltar para o navio eu acho que é mais seguro que vc contrate uma excursão. Eu não conheço nenhuma agência porque fiz os passeios sozinha mas perto do pier vc encontra várias delas e os preços costumam ser bem parecidos.
    Nós fizemos minitrekking em El Calafate, onde o passeio é mais famoso e bonito. Se vc for passar por lá vale mais a pena.
    Beijos

  25. Olá Reba, vou para ushuaia em janeiro a bordo de um cruzeiro. Gostaria de saber se é seguro e mais em conta comprar excursões ao desembarcamos, sabe se existe algum site ou agencia que possa passar esse tipo de informação para me programar com antecedencia? Gostaria de saber também se existe algum passeio tipo minitrekking sobre algum glaciar. Obrigada! =D

  26. Oi Camila,
    El Calafate e Ushuaia, apesar de serem cidades bem pequenas, são bem estruturadas do ponto de vista turístico. Em El Calafate você certamente encontrará vários passeios para fazer, mesmo em julho. Alguns poderão estar interrompidos (como o minitrekking sobre o glaciar Perito Moreno) mas como lá o grande passeio é a visita aos glaciares eu acho que sua viagem vai valer a pena. El Calafate é um dos destinos mais procurados – e caros – da Argentina. Certamente voê encontrará passeios que custam 300 reais por pessoa. Mas outros mais baratos também. O passeio obrigatório é a visita ao Glaciar Perito Moreno e esse não custa isso. Nós fomos num esquema mochileiro e nos viramos bem. Pesquise quais passeios quer fazer.

    Sobre Ushuaia é capaz que alguns lugares realmente estejam fechados já que lá há, por exemplo, um parque lindo que deve literalmente congelar no inverno. Ao menos tempo eles têm uma das estações de esqui mais famosas da Argentina que só abre no inverno (eu estive lá em outubro e a estação estava fechada). Ushuaia tem preços mais em conta.

    Pelo que eu li vocês estão planejando a viagem por uma agência, que tal pedir que ela liste os passeios que são possíveis nessa época?

    Eu não desistiria da viagem (se vc fosse pra El Chaltén eu falaria pra você pensar em outra época), de qualquer forma é sempre bom ter a garantia da agência.

    Qualquer dúvida volte por aqui.

    Beijos

  27. Oi gente,

    Tudo bem?

    Peguei o contato de vcs no site. Estou desesperada por ajuda.

    Enfim, meu marido e eu estamos planejando uma viagem para julho. A principio pensamos em Bariloche. So que por ser julho ta mto caro. A pessoa da agencia sugeriu Ushuaia e El Calafate. Pesquisei um pouco e achei que iria gostar. Hoje lembrei q tenho um amigo que ja esteve la. Ele foi em janeiro desse ano. E encheu a gente de duvidas. Ele disse que em julho, por ser inverno, a cidades ficam extremamente vazias em funcao do frio. Que ao contrario de Bariloche, julho nessas cidades eh baixa temporada. Disse tb que sao cidades mto caras, que tem passeios que chegam a custar 300 reais por pessoa. E disse q deveriamos checar se as fotos que vemos na internet foram tiradas no inverno, porque provavelmente nao. Assim, ele amou o passeio, embora pareça que nao. So alertou para essas questoes porque estamos indo no inverno.

    Gostaria de saber se valeria a pena. Esta ficando por volta de U$2000 por pessoa, saindo de BH. Mas tenho medo de chegar la e ficar presa no hotel numa cidade fantasma.

    Entao, se voces puderem me ajudar, agradeceria muito.

    Um abraço,

    Camila

  28. Oi Danieli,
    Eu não tenho os custos exatos de cada passeio mas posso te adiantar que Ushuaia é bem mais barata que as demais cidades da Patagônia. Nós estivemos lá em um esquema bem mochileiro não tivemos muitos sobressaltos na carteira.
    Beijos

  29. Reba, gostaria de saber o custo de cada passeio, esqui, museu, parques, etc…é possível?
    Obrigada,
    Danieli

  30. se quiserem dicas de sites para planejar a viagem me contatem

    ricardo@mais3.com

  31. Estou indo para Ushuaia dia 13 de abril próximo. Planejei minha viagem toda via internet e com super dicas de 16 sites garimpados na internet. Estou contando os minutos para partida.

  32. Oi Renata,
    Nosso email é: contato@asviajantes.com

    Beijos

  33. Ola, boa tarde.
    Estou planejando ir a Ushuaia em Julho com meu namorado, e gostaria de mais algumas dicas, se puder me mandar um e-mail para que eu tire alguma duvidas ficarei feliz, estou em São Paulo, porém não tenho ideia de onde conseguir as informaçãoes para ir ate la, tinha visto um pacote porém ja tiraram do site, era para altos de Ushuaia.

    Aguardo retorno com urgência.

  34. Olá!
    Adorei o site, parabéns! Estou planejando uma viagem para a patagônia e a parte das roupas é uma das minhas preocupações. Você sabe qual o modelo da sua bota?
    Abraços,
    Marina

  35. Olá Reba

    Volto à sua página para informar que, sobre a viagem que fiz com o meu filho a Ushuaia, em outubro deste ano, há um bom relato do dia-a-dia, escrito pelo Mateus, o filho, cobrindo o trajeto de ida. O “diário” é complementado com algumas fotos, inclusive da Patagônia, território que sei, V considera deslumbrante. Eu também.
    Caso tenha interesse, o relato está no site http://www.road4fun.com
    abraços e feliz natal.
    Laureano

  36. Oi Lígia,
    Desculpe a demora. No canal de Beagle você vai gastar umas duas ou três horas. Já no Parque você deve gastar pelo menos a metade do dia senão não vai conseguir aproveitar. Como o barco tem hora pra sair e a van do parque pode atrasar eu acho um pouco arriscado marcar para o mesmo dia.

    Beijo

  37. Olá, vou ficar 2 dias e meio em Ushuaia. Elegi dois passeios: Canal Beagle e Pq Nacional Terra do Fogo. Queria saber quanto tempo eu gasto neles? Vi que no Pq o tempo é variável, mas acredito que vamos perder 1 dia inteiro lá. E o passeio pelo Canal Beagle? Será que dá pra marcar mais algum passeio pro mesmo dia?
    Obrigada

  38. Oi Laureano,
    Fiquei super feliz com o seu relato e também por ler que você compartilha comigo o deslumbramento pela Patagônia! Muito obrigada por dividir com a gente as dicas da sua viagem! Volte sempre para que a gente possa trocar mais impressões de lugares no Brasil e no mundo.

    Beijos

  39. Olá Reba

    Como prometido, concluída com sucesso, ontem, a viagem que fiz, com o meu filho, a Ushuaia, em uma caminhonete Frontier 2004, venho a sua página para deixar síntéticas impressões sobre a Patagônia inóspita e ao mesmo tempo sedutora. A Patagônia causou-me a sensação da insignificância do humano diante da vastidão territorial, da natureza agreste da região, das mudanças climáticas repentinas, dos vendavais assustadores, enfim, da exuberância dessa parte do mundo.
    Quanto à ruta 40, Reba, fica para outra vez, pois em razão de uma torção que sofri ainda no Rio – no Metrô -, antes da viagem, e que afetou a articulação do joelho esquerdo, resolvemos, eu e meu filho, retornarmos pelo caminho tradicional, a ruta 3, haja vista a impossibilidade de caminhar, com desenvoltura e sem riscos, pelas trilhas de El Calafate, o que planejara fazer e, após, retornar a Rio Gallegos e de lá seguir pela ruta 40 até Esquel, El Bolson,Bariloche,San Martin de Los Andes etc. Essa parte – a da ruta 40 – ficará para a próxima viagem, que esperamos poder fazer em outubro do próximo ano. De todo modo suas informações sobre a viagem que fez a Ushuaia ano passado foram muito importantes para o sucesso da que fizemos agora, inclusive a indicação do casaco corta-vento anorak da Trilhas e Rumos, que usei e foi muito eficiente.
    Relativamente a Ushuaia o que você narrou corresponde com exatidão ao que a cidade efetivamente é: um local peculiar, ímpar, interessante.
    Na travessia do Estreito de Magalhães tive sorte, esperei pelo barco, na ida, pouco mais de uma hora; na volta perto de trinta minutos. As aduanas nada exigiram além do trivial e sequer revistaram a bagagem, o que não é comum ocorrer, sobretudo nas aduanas chilenas, mais exigentes que as argentinas e uruguaias.
    Continuarei a acompanhar as aventuras suas e das suas colegas.
    abraços
    Laureano

  40. Oi Fabiano,
    pode ir tranquilo, a Patagônia é ótima mesmo pra quem vai sozinho.
    A natureza é a principal atração.

    Beijos e boa viagem.

  41. Pessoal, tudo bem com vocês? Tenho viagem marcada para o Ushuaia, 7 de set, mas, por desavenças amorosas..hehehe, terei de ir sozinho. Nunca estive lá, vale a pena encarar solo? Há o que fazer? Ou é lugar para no mínimo dois. Abraço, Fabiano

  42. Olá Reba
    Descupe o “prezado” na mensagem anterior, foi desatenção.
    Agradeço as informações e, se voltar pela Ruta 40,direi alguma coisa aqui na sua ótima página.
    abraços
    Laureano

  43. Oi Laureano,
    Eu fiz os meus deslocamentos de ônibus mas peguei sim neve na estrada em outubro. Mas apenas nos trechos bem próximos a Ushuaia. Acho que se vc tem experiência em viagens pela Argentina e pelo Chile não vai encontrar problemas. Infelizmente eu não tenho nenhuma observação da ruta 40. Mas ficaremos felizes se você relatar as dicas aqui depois que voltar.
    Boa viagem!!!

  44. Prezado Reba
    Parabéns pelo relato.
    Iremos, eu e meu filho, um cara com 31 anos, a Ushuaia. Pretendemos sair do Rio de Janeiro dia 08 de outubro, com a intenção de chegarmos a Ushuaia dia 17/18. Iremos de caminhonete diesel, uma Frontier 4×4 2004, pela Ruta 3, e seu relato foi muito útil para a preparação da viagem, sobretudo os itens roupas e calçados.
    Tenho alguma experiência em viagens de carro por Argentina e Chile, mas nunca estive na Terra do Fogo.
    Vc. teria alguma observação a fazer sobre eventual retorno pela ruta 40, passando por Esquel/Bariloche, inclusive se a 40 estaria integralmente asfaltada e se em boas condições de tráfego?
    Vc. enfrentou neve em outubro na ruta 3? Precisou de “cadenas”?
    Valeu a leitura da sua boa página.
    obrigado.

  45. Oi Karina,
    Obrigada pela visita.
    Eu fiquei no albergue Los Cormoranes, que é filiado à rede Hostelling International. O hotel fica na parte alta da cidade mas como Ushuaia é bem pequena isso não foi problema. As ladeiras fizeram com que, algumas vezes, eu optasse por voltar para o albergue de táxi mas esse transporte tb é bem barato por lá.
    Eu achei que que foi um ótimo custo / benefício. Ficamos em um quarto de casal com banheiro por um preço bem em conta.
    Dá uma olhada e vê se vc gosta: http://www.loscormoranes.com/

    Quanto aos passeios, o melhor é organizar tudo por lá. Assim que chegar pergunte pela oficina de turismo. É tudo muito organizado e eles vão te dar folhetos com detalhes de todos os passeios e também as informações sobre como fazer as reservas. Há folhetos em portugês, inclusive.

    Boa viagem e volte aqui para contar como foi.

    Beijos

  46. Olá,
    Fantástico o seu relato. Por isso, decidi fazer uma viagem para Ushuaia ainda este ano, provavelmente na segunda quinzena de setembro. Teria alguma dica sobre pousadas, hostels ou hotéis com um preço acessível para três noites? E quanto aos passeios, preciso sair do Brasil já com tudo agendado ou posso fazer o agendamento quando chegar lá em Ushuaia? O que voce recomenda? Grata pela atenção e parabéns. Espero também fazer uma viagem espetacular e tirar bastante fotografias. Abs.
    Karina

  47. ushuaia é, sem dúvida, um dos lugares mais lindos que eu já vi! tenho muita vontade de voltar lá um dia, dessa vez passando por outras cidades da patagônia, que eu não conheci. ah, reba, os pinguins são fofos demais! 🙂

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>