• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Uma introdução para quem começa a planejar sua viagem ao Chile

A Cordilheira dos Andes traça todo o horizonte de Santiago

A Cordilheira dos Andes traça todo o horizonte de Santiago

Apesar de ser um país pequeno, o Chile é capaz de proporcionar viagens bem diferentes. Deserto, ski, lagos, praia, vinhos, lugares pra se divertir em família, em galera ou a dois.

Veja mais fotos

Mas, sem dúvidas, é um lugar mais interessante de se conhecer no inverno. Tanto por causa do ski, como no deserto, que conta com temperaturas mais amenas nessa época. Depois devo escrever coisas mais especificas sobre as cidades por onde passei.

De qualquer forma, algumas coisas são gerais e valem pra qualquer parte. Vamos a elas:

COMPRAS: O Chile, por produzir muito pouco além de cobre e salmão, tem acordo de livre comércio em vários setores. Isso quer dizer que tem muita coisa barata por lá,  sobretudo eletrônicos, perfumes e roupas, que aqui são importados e pagam rios de impostos. São pelo menos três lojas de magazine grandes q valem a pena:  Falabella, Ripley e Almacenes Paris. Nas feirinhas vc vai achar muito Lapiz Lazuli, que é uma pedra azul, normalmente usado com prata.

COMIDA: Confesso que não achei a culinária chilena muito boa. Mas em duas coisas dá pra apostar:  salmão, já que o país é um dos maiores exportadores do mundo e em comida com abacate (palta, em espanhol), que lá se come salgado. Pode parecer estranho, mas fica bacana, sobretudo com receitas q tb levem tomate. Até no Mc Donalds e em sushi bar vc acha isso. Doces, no geral, são meio sem graça, têm uma cara ótima, mas o açúcar lá não é tão doce como o nosso. Tem também um carangueijo gigante que vem da patagônia, mas não me lembro o nome. É fácil de achar no mercado central, em Santiago, apesar de preços salgados.

POLÍCIA: Polícia no Chile é extremamente respeitada. Então, se tiver qualquer problema, pode chamá-la. E nem pense em subornar o guarda. Diferente de outros lugares da América do Sul, lá o cidadão toma esporro da polícia de cabeça baixa  e suborno vai parar no tribunal. Uma vez liguei p/ reclamar porque o taxista não quis me cobrar o taxímetro e inventou um preço pra eu pagar. O cara foi lá e resolveu tudo, mesmo a diferença tendo sido merreca.

Leia também: Ski no Chile, Deserto do Atacama, o Mar de Neruda e Santiago

Clique aqui para imprimir este post

LINKS: Buscador Chileno: www.sitios.cl, Ônibus: www.turbus.cl, Avião: www.lan.cl e www.skyairline.cl

Personal Trip

About the Author

De moto, barco, carro, avião, trem ou ônibus, para Alícia o importante é viajar, conhecer lugares novos, sem deixar de desbravar o Brasil.

2 Respostas para “ Uma introdução para quem começa a planejar sua viagem ao Chile ”

  1. Adorei os toques sobre a Polícia e as dicas de compras, não sabia do acordo de livre comércio. Gracias! =))

  2. O nome do carangueijo gigante é centolla

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>