• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Um roteiro pelas vinícolas do Uruguai

A sede da Bodegas Carrau, que produz o Amat

A sede da Bodegas Carrau, que produz o Amat

Percorrer vinícolas tornou-se um hábito em viagens a países produtores de vinho. O Uruguai é um deles. A produção remonta à colonização espanhola, que fez chegar ao país as primeiras cepas. Hoje, o consumo da bebida faz parte da cultura local. E uma cepa de origem francesa, a tannat, tornou-se patrimônio nacional, com direito a pesquisas bancadas pelo governo. A intenção é elevar a qualidade da produção ao nível de vinícolas famosas do Chile e Argentina, impulsionando assim a exportação da bebida, já absorvida em grande parte pelo Brasil.

Vinhedos da Bodega Juanicó

Vinhedos da Bodega Juanicó

O primeiro passo para visitar vinícolas é definir o meio de transporte. Prefiro alugar um carro para ter mais mobilidade, mas é possível contratar excursões ou táxis nos hotéis.

Leia também:
Na estrada do Rio ao Uruguai: como montar o seu roteiro e planejar sua viagem

Em seguida, defina quais vinícolas deseja visitar e marque as degustações com antecedência. Apenas recentemente, com a invasão de turistas brasileiros, os uruguaios se deram conta de que o negócio pode ser lucrativo também para a indústria do turismo.

Embora ainda não tenham infraestrutura para absorver os visitantes ocasionais, identificar-se como brasileiro ajuda a abrir portas. Mas, para evitar a ausência de funcionários preparados para comandar um tour e uma degustação, o melhor mesmo é fazer uma reserva.

O tour pela bodega Juanicó inclui visita à cava

O tour pela bodega Juanicó inclui visita à cava

MAPA – Na chegada ao Aeroporto Internacional de Carrasco, é possível conseguir um mapa com endereço e contatos de todas as vinícolas (quase todas). Chamado Los Caminos del Vino, o folheto é distribuído gratuitamente no escritório de informações turísticas. Normalmente, as bodegas funcionam em horário comercial de segunda a sábado, sendo que as maiores abrem também aos domingos. Separe de duas a três horas para cada uma. Considero ideal visitar três por dia.

A província de Canelones concentra boa parte das bodegas, que estão a apenas alguns quilômetros de Montevidéu. Mas, quanto mais próximas à capital, menores as chances de percorrer belos vinhedos. As sedes centenárias foram preservadas, mas tornaram-se centros de pesquisa, processamento e distribuição. As uvas costumam vir da área rural, um pouco mais adiante.

Degustação no restaurante da Bodega Bouza

Degustação no restaurante da Bodega Bouza

O passeio às vinícolas uruguaias é agradável tanto no verão – que não é tão quente por conta da brisa incessante –  quanto no inverno – que, mesmo com chuva, cai perfeitamente com uma taça de vinho e um pedaço de queijo. Seguem algumas dicas de bodegas para ajudar os amantes da bebida a montar seus roteiros:

Juanicó – Na minha opinião, é a maior e melhor preparada para receber visitantes. O tour é interresante e culmina em uma deliciosa degustação de vinhos e frios, num ambiente charmoso e histórico da sede.

Bouza – A bodega familiar tem ovelhas pastando em meio aos vinhedos, proporcionando um ambiente bastante poético. A sede tem um sofisticado restaurante, que abriga uma bela coleção de carros antigos do proprietário. A degustação de quatro taças pode ser de vinhos padrão (180 pesos uruguaios) ou de rótulos mais sofisticados (450 pesos uruguaios). Há dois turnos de visitas guiadas, mas vale a pena mesmo fazer reservas para o almoço.

As degustações quase sempre são acompanhadas de pães, queijos e frios

Bodegas Carrau – A sede da bodega fica em Montevidéu, onde é possível conhecer mais sobre a história da vinícola e sobre as pesquisas com a uva tannat. Mas há também a filial de Cerro Chapeu, em Rivera, com produção própria de uva e instalações modernas. Ambas promovem visitas guiadas e degustações. O vinho Amat 2002, orgulho da bodega, foi o único vinho uruguaio citado no livro “1001 wines you must taste before you die”, com prefácio de Hugh Johnson e edição geral de Neil Beckett.

Santa Rosa – Localizada próxima à sede da Carrau, a bodega recebe visitantes para degustações, embora não tenha uma boa infraestrutura para o turismo. É necessário reservar com antecedência.

H. Stagnari – Autointitulada a bodega de tannat mais premiada do mundo, a sede é cercada por vinhedos e fica junto à Antigua Bodega Stagnari, o que pode render uma dupla visita. A bodega exige reservas com pelo menos dois dias de antecedência para tour e degustação.

Antigua Bodega Stagnari – A bodega só aceita visitas guiadas de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h. É preciso agendar com ao menos 24h de antecedência. Os próprios donos ou enólogos recebem os visitantes para o tour pelos vinhedos, processo de produção e degustação.

Os vinhedos na bodega H. Stagnari

Os vinhedos na bodega H. Stagnari

Viñedo de los Vientos – Esta pequena bodega na cidade costeira de Atlántida – no caminho entre Montevidéu e Punta del Este – é comandada  por um jovem casal apaixonado por vinhos. A pequena produção é quase artesanal. Compramos duas garrafas razoáveis, mas melhor mesmo é reservar um almoço harmonizado, preparado pela dona e servido pelo dono. A bodega aceita também reservas para degustações ou jantares, desde que feitas com pelo menos 24h de antecedência.

Existem vários sites uruguaios dedicados à produção local de vinhos. Para mais informações, basta visitar as páginas Guía de Vinos Uruguayos, Vinos del Uruguay e Wines of Uuguay.

Leia mais posts do Uruguai

Siga As Viajantes no Twitter

Para imprimir este post, clique aqui

Personal Trip

About the Author

Nada de sombra e água fresca. Daniela gosta mesmo é de explorar o mundo, os países, as cidades por onde passa. Mal acabam as andanças das últimas férias e já começam os planos para o próximo destino.

36 Respostas para “ Um roteiro pelas vinícolas do Uruguai ”

  1. Obrigado pelas dicas Daniela.

  2. Ola , Escevir ha 20 dias pra voces ainda não recebir nenhuma resposta ,gostaria de saber se eu qwissesse comprar pelo sati sairia pelo o mesmo preço que comprei aí? Estou aguardando resposta de voces .A impressão é a primeira que fica ,no próximo cruzeiro gostaria de voltar na vinícula. abs

  3. Ola, estou Uruguai com minha família para passar uma semana. Ao chegarmos já tivemos problemas com o carro alugado, queriam incluir um seguro que o site dizia já ter cobrado e colocaram uma despesa de US$5000 no cartão de crédito como compra.
    Atrapalhou bastante porque bloqueia o limite do cartão de crédito, pois fica como garantia (calção).
    Fomos a vinícola Bouza hoje e tudo estava maravilhoso (degustação para 4 pessoas US$50 por pessoa) ate que minha carne (picanha) veio MUITO dura e a atendente me perguntou se queria trocar, mas demoraria 30 minutos, optei por recusar e dai para frente todos do churrasqueiro aos garçons TODOS nos ignoraram.
    Eu não pedi desconto ou nada, ao contrário comemos sobremesas, que não estavam boas, inclusive.
    Dos poucos dias em que estou por aqui (3), o que observamos eu e minha família, foi que são TODOS muito mal humorados e que não aceitam nenhum tipo de questionamento.
    Uma pena porque fora a minha carne hoje na visita a Bouza, estava tudo muito bom, foi desnecessário essa represaria ao cliente que não gostou de um produto. Inclusive não nos ofereceram nem os vinhos para comprar ao sair da vinícola. Gastamos quase R$ 1000 e ainda recebemos caras de mal humor, salve a Argentina!!!!

  4. Qual dessas vinicolas vc recomenda: Vinhedos Souza, Santa Rosa ou Juanico. Vou fzer um cruzeiro em Dez/ e vamos parar em montevideo, são 3 roteiros com passeio a montevideo e visita a um vinhedo. qual devo escolher? grata pela atenção

  5. Gostaria de uma sugestão. Estou pensando em ir ao Uruguai em janeiro. É uma boa epoca. Gostaria de conhecer Montevideo, Colonia, Punta del Leste. E alguns vinhedos. Tenho que alugar carro? Qual o tempo necessário?

  6. Dani, você chegou a ir a Piriapolis? Conversando com um amigo neste final de semana ele me falou que gostou de lá e que eu devo incluir no meu roteiro. Estou indo pro Uruguai de carro em Outubro agora e pretendo fazer a rota dos vinhos também. Obrigado.

  7. Olá, Marisa.
    No Uruguai, o reveillon mais festivo, como o que conhecemos no Brasil, acontece em Punta del Este. É época de altíssima temporada na região litorânea. A cidade ferve.
    Em Montevidéu, alguns moradores vão à orla com a família para comemorar soltando seus próprios fogos. Na minha opinião, a melhor opção é reservar lugares para a ceia em um dos bons restaurantes da cidade. O Hemingway tem uma belíssima vista, embora fique longe do centro.
    Abraços,
    Daniela

  8. Agosto de 2013

    Olá Daniela…
    Eu e meu marido passaremos o reveillon em Montevidéo. Qual é sua sugestão para essa noite? Onde podemos fazer a passagem do ano? Acredito que o hotel onde ficaremos não há nada programado.
    Obrigada
    Marisa

  9. Olá, Cristiani.
    O Uruguai oferece várias opções de roteiro. O primeiro passo é definir a quantidade de dias que terá para passear pelo país. Se tiver bastante tempo, cerca de duas semanas pelo menos, sugiro Montevidéu, Punta del Este e Colonia del Sacramento. São cidades interessantes e totalmente diferentes entre si. Em Colônia há um bocado de história, Montevidéu retrata o estilo de vida tranquilo e charmoso do país, enquanto Punta guarda mais sofisticação e belas praias. As estradas uruguaias são bem conservadas e sinalizadas. É fácil rodar por lá. Aluguel de carro é mesmo a melhor opção para percorrer o país. A Localiza possui filial por lá, mas também já aluguei carro em uma empresa local. Dê uma olhada nos links que mando abaixo. São outros textos com uma série de dicas sobre o país que escrevi aqui no blog. Se tiver alguma dúvida, não deixe de entrar em contato novamente.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

    http://asviajantes.com/viagem/uruguai-um-vizinho-surpreendente-e-encantador

    http://asviajantes.com/viagem/um-giro-por-montevideu-uma-charmosa-capital-a-poucas-horas-de-distancia

    http://asviajantes.com/viagem/uma-temporada-em-punta-del-este-o-balneario-sul-americano-do-jet-set-internacional

    http://asviajantes.com/viagem/onde-comer-e-beber-em-punta-del-este-durante-a-fervecao-do-verao

    http://asviajantes.com/viagem/uma-aula-de-historia-em-colonia-do-sacramento

  10. Ola Daniela ,eu e meu marido gostaríamos muito de ir passear no Uruguai para conhecer as cidades do interior e as venicolas ,gostaria de algumas dicas tipo onde ficar ,alugar carro,roteiros ,quantos dias e se é seguro ir sem nenhum pacote de viagem . Obrigado CRISTIANI

  11. Oi Luciano,
    Para conhecer as vinícolas, acho melhor ficar hospedado em Montevidéu. Fica bem perto de várias bodegas. É fácil achá-las de carro. De quebra, você ainda conhece a cidade.
    A alta temporada no país é dezembro e janeiro. Em setembro ainda faz um friozinho por lá, o que torna o passeio pelas vinícolas mais gostoso.
    Se tiver mais tempo, dê uma passada em Colônia do Sacramento. Vale a pena a visita nessa época do ano.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

  12. Olá Daniela tudo bem? Então me interessei em conhecer o Uruguai e procurando na net encontrei suas dicas, seguinte esse roteiro pelas vinicolas você pode me indicar qual o melhor local para hospedagem? Locar um carro, eu estarei de ferias em Setembro é um bom periodo? senão qual o melhor mes?

    Muito obrigado!

  13. Olá, Camila.
    A vinícola mais próxima a Punta que conheço chama-se Viñedo de los Vientos, que citei nesse post. É necessário fazer reservas. Vale a pena investir numa refeição harmonizada, um passeio excelente para ser feito a dois.
    Boa viagem.
    Daniela

  14. Eu e meu namorado vamos até punta de carro e gostaria de saber qual é a melhor vinicola próximo a punta.

  15. Oi Marcelo,
    Não conheço a Pisano, mas gostei muito da Carrau. Não sei de transporte via agência de turismo, mas no seu hotel é possível que o ajudem com dica. Fui de carro alugado. Há um mapa com a localização exata no site da vinícola, que talvez possa ajudá-lo.
    Boa viagem!
    Daniela

  16. Oi Daniela,
    Gostaria de saber se você visitou as Bodegas Pisano. Vou estar no Uruguai, de 7 a 15/02/13, e gostaria de visitar as Bodegas Carrau e Pisano. Você sabe se tem alguma agência de turismo que faz os traslados. Vou estar hospedado no centro de Montevideo.
    Obrigado
    Marcelo

  17. Olá, Mauro. Os preços dos vinhos são bem razoáveis no Uruguai. Eu diria que estão próximos aos da Argentina, mais baratos que os do Brasil.
    Em relação às compras, vi mais diferença nos preços de itens de vestuário de marcas internacionais e esportivas. Imagino que os impostos sejam menores lá do que aqui. Mas não encontrei pechinchas, talvez porque o câmbio não ajude tanto.
    Veja mais dicas de Montevidéu e do Uruguai aqui:
    Montevidéu: o que fazer na charmosa capital a poucas horas de distância
    Roteiro pelo Uruguai, um vizinho surpreendente e encantador
    Boa viagem!
    Daniela

  18. Ola,
    vou em Jan/13 para Montevideo…e quero visitar as duas principais vinicolas..os precos dos vinhos ..como sao!!
    e compras….alguma dica…roupas , calcados….

  19. Oi Ruyter.
    Não conheço nenhuma vinícola uruguaia que tenha também hospedagem. Mas a maioria dos estabelecimentos está perto de Montevidéu, então considere instalar-se em um dos hotéis da capital uruguaia mesmo.
    Para um almoço completo, sugiro a Bodega Bouza. Eles têm um belo restaurante. É possível fazer reservas pela internet.
    Boa viagem.
    Abraços,
    Daniela

  20. Parabéns pela reportagem. Gostaria de saber qual dessas vinícolas o almoço é mais recomendado (custo/beneficío, local agradável, belas paisagens)e, se existe alguma vinícola onde também funcione uma pousada, algo parecido com hotel fazenda. Desde já obrigado.

  21. Olá, JB.
    Costumo percorrer nas vinícolas de carro. Mas é sim possível chegar à Bouza de ônibus e à Juanicó de trem.
    O site da Juanicó tem um mapa que mostra a distância da estação ferroviária até a viníciola.
    O site da Bouza também explica direitinho como fazer para chegar lá de ônibus a partir de vários pontos de Montevidéu.
    Já aluguei carro tanto na Localiza quando na Sol Rent a Car. Na baixa temporada, você encontra um carro econômico por cerca de US$ 40 a diária. Na alta temporada o preço triplica.
    Na capital uruguaia, já me hospedei algumas vezes no hotel Ermitage. Acho o preço justo e a localização ótima.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

  22. daniela, belas dicas. parabéns. estou indo daqui a duas semanas para o uruguai. vou de avião até porto alegre e, de lá, pegar um bus até montevidéu. quero conhecer a paisagem dos pampas do chão mesmo. seguinte: existem linhas de ônibus de montevidéu para algumas das vinícolas citadas por vc, especialmente as duas que vc considera melhores? que hotel com preço legal vc recomendaria em montevidéu? por fim, qual o preço médio da diária cobrada pelas locadoras de veículos? abração.

  23. Olá, João.
    Aluguei carro no aeroporto de Carrasco em duas oportunidades. Os funcionários das locadoras locais anotam o número do seu voo e te encontram no desembarque. Já devolvi carro durante a madrugada também. Pelo menos a Localiza tem funcionários disponíveis a noite toda.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

  24. Oi Daniela, estou indo para Uruguai dia 28/04 e pretendo fazer um tour pelas vinículas na regiao de Montevideu. Vc recomenda alugar o carro no aeroporto ou na cidade. Minha volta será 01/05 5:00h. A minha dúvida é voltar para o aeroporto de taxi ou carro neste horário.
    Obrigado.
    João

  25. Olá Wander! Que bom que gostou das dicas.
    Todas as vinícolas citadas no post são facilmente alcançáveis de carro desde Montevidéu ou de Punta. Na verdade, a maioria delas fica na grande Montevidéu.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

  26. Interessante matéria Daniela. Você ajuda e muito os curiosos e amantes do vinho a desbravar barreiras e conhecer belos lugares! Vou para Montevidéu e depois para Punta del Este. Terei um carro a minha disposição. Tem alguma indicação de vinícola perto de Montevidéu ou Punta. Parabéns pelo material divulgado!

  27. Oi Ana Paula,
    Não paguei nada pelas visitas em si às vinícolas, mas eu estava disposta a comprar algumas boas garrafas. Como vender vinho é o objetivo, algumas não cobram pelo passeio.
    Mas eu sugiro que você, ao agendar as visitas, pergunte sobre preços. Assim você poderá planejar uma degustação de frios ou até um almoço harmonizado. Isso sim é cobrado.
    Bom passeio!
    Abraços,
    Daniela

  28. olá…esse passeio pelas vinícolas sai mais ou menos quanto, vc sabe? Estou indo pro Uruguai na semana santa ficar uns 15 dias e estou montando o roteiro. Obrigada

  29. Olá, Bernardo.
    Que bom que gostou do post. Espero que as dicas ajudem na sua viagem.
    Você tem razão, acho que as melhores vinícolas em termos de infraestrutura para visitantes são Juanicó e Bouza. É possível almoçar em ambas, mas é importante ligar antes para fazer reservas. Se preferir, almoce na Bouza e faça uma degustação de frios e vinhos na Juanicó. Não fiz as duas no mesmo dia, mas ambas ficam relativamente próximas a Montevidéu. Se estiver de carro, dá para conhecer ambas de uma tacada só.
    Há outra muito legal para um almoço harmonizado, mas no caminho para Punta del Este, a Vinedo de los Vientos. Quem sabe vocês conseguem visitar também essa.
    Quantos aos hotéis, em Punta, já experimentei o Les Chalets e o Bonne Etoile, além de um hostel. O primeiro é antigo, mas o maior problema é não ficar muito próximo ao Centro. O Bonne Etoile está melhor localizado e oferece um pouco mais de conforto.
    Em Montevidéu, fiquei três vezes no Ermitage Hotel. Acho bastante razoável, confortável, bem localizado, com um bom café da manhã.
    Boa viagem!
    Abraços,
    Daniela

  30. Prezada Daniela,
    Parabenizo-a pela excelente matéria e pelas dicas que você nos ofereceu. Sou um amante do vinho, já estive no Chile três vezes e visitei mais de 7 vinícolas e tenho como meta rodar o mundo nos próximos vinte anos conhecendo grandes regiões produtoras e seus encantos. Neste verão de 2012 eu queria ir à Cidade do Cabo ou a Mendoza, mas eu e minha mulher estamos esperando o nosso primeiro filho. Em virtude das distâncias e pelo fato de ela não estar podendo beber (médico liberou uma taça a cada 15 dias), pensamos em fazer uma viagem para Buenos Aires, seguindo para Montevideu e Punta del Este, em torno de 8/9 dias (ainda estamos avaliando se vale a pena passar um ou dois dias em Sacramento). Gostaria de aproveitar e visitar umas vinícolas (do Uruguai só conheço bem a Gimenez Mendez), o que poderia ser feito em um dia e não seria problema com minha mulher, que poderia almoçar ou jantar comigo em uma delas e aproveitar o passeio, mas sem o martírio de ir a uma enoviagem e não poder beber mais que um gole. Adorei seu relato sobre as vinícolas e fiquei com a impressão que você considerou a Bouza e a Juanicó como as melhores vinícolas. Dá para visitar as duas no mesmo dia? Se não foram as suas preferidas, você aconselharia uma visita a quais (2 ou 3). Por último, você poderia indicar um hotel bom em Montevidéu e outro em Punta del Este? Grato pela atenção e mais uma vez parabéns pela matéria.

  31. Olá, Rose.
    Nunca fiquei hospedada em nenhuma vinícola no Uruguai, tampouco conheço alguma que disponibilize quartos aos visitantes. Mas consegui visitar várias delas estando em Montevidéu. Só precisei alugar um carro.
    Já me hospedei em duas ocasiões no Hermitage Hotel. É bem localizado, num bairro gostoso, perto de tudo, inclusive da orla. Dá até pra pegar uma prainha de rio.
    Boa viagem!

  32. Gostaria de obter indicação de hospedagem em vinícolas no Uruguai,
    Grata,
    Rose May

  33. Olá, Simone.
    Já fiz tours pelas vinícolas de Canelones saindo de Montevidéu, de Punta del Este e de Colonia del Sacramento.
    As vinícolas não ficam longe de Montevidéu. Não é necessário se hospedar fora da cidade. Você pode alugar o carro, passar o dia rodando pelas estradas de Canelones e voltar para dormir na capital. No dia seguinte, pé na estrada de novo. Se desejar alguma vinícola mais ao leste, durma em Punta. Se a última vinícola a ser visitada no dia ficar mais a oeste, melhor dormir em Colonia. O Uruguai não é muito bem servido de hotéis no interior. Mesmo nas três cidades mais turísticas (as que citei acima), boa parte da rede hoteleira precisaria de uma remodelação. Mas você não encontrará dificuldades para fazer os percursos. As vinícolas que integram a rota do vinho são muito bem sinalizadas. Nos hotéis e pontos de informação ao turista há mapas com a localização exata das principais bodegas. As estradas são boas. As distâncias são curtas. Apenas lembre-se de fazer reservas. Boa viagem!

  34. GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ CONHECE ALGUM HOTEL NA REGIÃO DE CANELONES QUE EU PODERIA FICAR. GOSTARIA DE FAZER A ROTA DOS VINHOS.
    VOU PARA O URUGUAY EM JANEIRO DE 2012, VOU FICAR EM MONTEVIDEO, BUENOS AIRES E COLONIA DEL SACRAMENTO.
    AGRADEÇO A ATNEÇÃO
    ABRAÇOS.

  35. Gostei muito da materia. Eu e meu marido, Laurent Canovas, temos um restaurante frances aqui em Salvador Ba, que se chama LA PROVENCE. Nosso lazer aliado ao trabalho faz com que possamos conhecer as viniculas do mundo.
    Em setembro iremos ao Uruguai de 17 a 25.Seguirei esse roteiro, com muito prazer, daremos noticias.
    obrigada
    izabel

  36. adorei daniela pois nunca vi nada igual,trabalho numa vinícola aqui na serra gaúcha mas o uruguai têm paisagens muito bonitas é muitoooooo showwwwwwwwwww.parabéns para você…

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>