• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Pela Índia: romance e beleza no deserto de Udaipur

Meu plano de voo para a Índia incluía muitos dias pelo Rajastão, o deserto indiano. Essa parte do país é justamente onde fica tudo aquilo que a gente imagina quando pensa na Índia: camelos, templos mil, elefantes, pessoas com sáris lindos e coloridos… Mas o calor insuportável do mês de maio fez a gente mudar de ideia em apenas dois dias. Depois de reorganizar o roteiro trocando o deserto pelo Himalaya, decidimos que Udaipur seria nosso único destino no Rajastão. A escolha não poderia ter sido melhor. Eu tive um sentimento de amor à primeira vista. Conhecida como a Veneza indiana, Udaipur não tem essa referência apenas por ser a cidade dos lagos. Lá o clima de romance também está presente. Seja pelos palácios ou pelas intermináveis histórias de amor eterno.
udaipur2sol

O deserto do Rajastão

CHEGANDO E SAINDO

A maior parte dos turistas chega de trem vindo de Jaipur mas como nós abortamos as outras cidades da região optamos por chegar de avião, vindo de Amritsar. O aeroporto é longe, muito longe. A boa notícia é que os táxis fazem parte de uma cooperativa que tem o preço fixo. O custo é aquela coisa – barato demais pra gente, caro pros padrões indianos – mas ao menos a gente se livrou de ter que barganhar. Na hora de ir embora, saímos de Udaipur em direção a Agra de trem. A estação é muito acima da média das demais. Ela é até limpa!

ATRAÇÕES

Como eu ja disse, Udaipur é a cidade dos lagos. Só que em maio eles estão secos! Mas a cidade não é menos linda por isso. Pra todo lugar que se olha você vê uma haveli, que é uma construção típica da região do Rajastão e lembra muito a arquitetura mulçumana. As havelis normalmente permanecem séculos na mesma família. Por isso, ande pela cidade olhando pra cima, você pode se deparar com um prédio maravilhoso a qualquer momento. As atrações estão dentro do que restou da cidade murada. É lá que você vai se hospedar e fazer tudo a pé.

 
udaipur2lakepichola

O que restou do Lake Pichola com o impressionante hotel cinco estrelas

*Lake Pichola- é o principal e maior lago da cidade e no meio dele está o Lake Palace Hotel, um dos hotéis cinco estrelas mais incríveis da Índia. O cenário é tão sensacional que fez parte do filme Octopussy, do James Bond. Na época em que o lago está cheio é possível fazer passeios de barco. Nós nos contentamos com a visão do que restou dele.

*O City Palace – é a maior atração da cidade. O palácio, que abrigou durante muito séculos os marajás que eram donos da cidade, tem uma mistura impressionante de estilos. Isso porque cada marajá que assumia o palácio decidia construir o seu própria pedaço mas sem destruir todos os edifícios anteriores. O resultado disso foi um palácio imeeenso, com 11 prédios que se interligam. O lugar é tão enorme e tão interessante que você vai

udaipurcitypalace

A entrada do castelo das princesas indianas

gastar metade do seu dia. Na entrada há diversos guias que tentam convecê-lo a qualquer custo de que um passeio guiado é a melhor opção. Nós discordamos. Vimos os grupos guiados passarem pelos quartos e aposentos como The Flashes sem conseguir ver nada com calma. Dentro do palácio também há um museu que vale a pena. Não deixe de olhar por cada janelinha, as melhores visões de Udaipur são do City Palace.

*Jagdish Temple – Do lado, literalmente, da entrada do City Palace está este incrível templo hindu. A construção é enorme mas por dentro ele é bem pequeno. O mais impressionante são as duas estátuas de elefantes que ficam do lado

udaipur2templo

O maior templo da cidade murada

de fora “guardando” a entrada. Os hindus são muito convidativos sobre a presença de turistas e pessoas de outras religiões em seus templos. No começo nós ficamos com um pouco de receio de parecermos desrespeitosos por estarmos fazendo turismo no meio do ritual deles, mas nós fomos convidados com tanto entusiasmo que o desconforto passou logo. Você pode sentar com eles ou ficar em pé em um dos cantos assistindo tudo. Você não vai precisar pagar nada pra entrar embora algum espertinho possa querer te cobrar algumas rúpias pra guardar o seu sapato. Fotos não são permitidas dentro do templo. Do lado de fora você está liberado. Mas fique atento às pessoas que vão se oferecer que pra você tire fotos delas, a cobrança é certa depois. O templo fica aberto até 22h30, por isso pode ser um bom passeio pro fim do dia. É também a hora que fica mais cheio.

*Bagore Ki Haveli – É uma das maiores havelis de Udaipur. O lugar funciona como um museu e em termos de

udaipur2havelis

Havelis são casas lindas...

organização só perdeu pra o Taj Mahal. O seu ingresso dá direito a um guia. O nosso foi tão incrível que nós demos a ele a maior gorjeta da viagem. Dentro da haveli, o guia vai contanto exatamente como era o funcionamento desses mini palácios e os costumes dos marajás. A construção está super bem preservada e é realmente linda. As histórias são pra lá de saborosas e interessantes. Lá você vai encontrar um quarto chamado de quarto do amor, onde as paredes são todas pintadas com imagens do Kama Sutra. Vai descobrir que, segundo a tradição, as esposas indianas não podem provar a comida – elas têm que saber o ponto exato do condimentos apenas pelo cheiro, e isso vale até hoje. Vai entender que as janelinhas são todas decoradas,

udaipur2janelas

... de janelas coloridas

não apenas por estética, mas porque era uma forma das princesas saberem o que acontecia na cidade sem serem vistas… ou seja, um monte de histórias impressionantes que ajudam a entender a cultura indiana. O programa é realmente imperdível!! Às 19h tem show de dança indiana lá, mas a gente passou essa parte.

*Sunset Point – o passeio foi indicado por duas austríacas que nós conhecemos em Daramshala e também tiveram um caso de amor com Udaipur. No começo a gente não levou o programa muito a sério pensando que pôr do sol é pôr do sol em qualquer lugar do mundo, na Índia, na China ou na praia de Ipanema. Mas, nesse caso, ver o sol se pondo é apenas a cereja do bolo, o passeio inteiro é impressionante. Você pode pegar um tuc tuc na cidade velha e pedir para ir ao Sunset Point direto. Lá você pega um bondinho pra chegar ao topo da montanha. Mas a gente decidiu ir andando. A caminhada é leve e dura uns 40 minutos desde o hotel até o bondinho e o caminho vale muito a pena. Você vai ver lagos e prédios de tirarem o fôlego. No bondinho você pode optar por subir ao topo por uma trilha, mas eu confesso que passei também essa parte até porque eu adoro um bondinho. Pôr do sol e a melhor vista da cidade contemplados (como os turistas ficam apenas na cidade murada, é só lá de cima você consegue ver toda a Udaipur e entender como a cidade é grande!) você desce e faz o caminho de volta pela orla do Lake Pichola. Com sorte você se depara com camelos e muitos pássaros. Além de muito indianos que adoram ver dali o fim da tarde.

*No caminho até Sunset Point você passa pelo Saheliyon-ki-bari, um parque muito bonitinho.

*Além do City Palace, Udaipur tem um outro palácio que leva o nome de Sajjan Garh, mas é mais conhecido como

udaipur2eu

Tente arranjar um tempo pra ver tudo com calma

Monsoon Palace. Era pra lá que a família real ia nos meses de chuva. Fica bem no alto de uma montanha e se chega com tuc tuc. As mesmas amigas austríacas que nós deram a maravilhosa dica do Sunset Point disseram que era muito trabalho pra pouco benefício. Como o pôr do sol foi inesquecível a gente deu crédito pra elas e acabou não indo.

*Outra atração que nós não fomos mas foi por falta de tempo foi assistir Octopussy, o filme do James Bond. Como ele foi filmado lá, em toda parte você vai encontrar restaurantes e salas mesmo que exibem o filme. A gente deu azar porque toda vez que se programava já tinha começado ou tinha sido cancelado… mas os demais turistas com quem conversamos disse que é muito divertido.

Udaipur tem um atmosfera tão agradável que você deve planejar  uns três ou quatro dias para a cidade. É que tudo é impressionantemente interessante que, às vezes, você perde (ou ganha!) horas só caminhando e vendo as construções. A gente também ficou muito tempo nos restaurantes que ficam nos terraços (são centenas) vendo a vista maravilhosa e bebendo cerveja (lá não foi tão difícil!), o que fez com que nossas refeições também durassem horas a mais. Por isso, mesmo que você esteja com pouco tempo e um roteiro enxuto tente alguns dias a mais pra Udaipur pra poder curtir tudo com mais calma. O clima lá certamente é diferente e ficar correndo pra ver todos os pontos turísticos não combina com a cidade.

ONDE FICAR

A gente pensou: o que é um paraíso em uma cidade no meio do deserto?? Um hotel com piscina! Foi isso que

udaipur2hotel

Hotel bem localizado, barato, com piscina e ainda lindo!!

encontramos no Anjani Hotel. Ele era o único da categoria budget do nosso guia com piscina e por isso que nós fomos parar lá. Não nos arrependemos um único segundo. O segundo melhor hotel de toda a viagem, o Anjani fica em uma linda haveli super bem localizada ao lado de vários pontos turísticos como o Bagore Ki Haveli, O City Palace e o Jagdish Temple. O preço está mais pra médio do que budget em um quarto com ar condicionado e lençóis branquísssimos (os únicos da viagem toda), como foi o nosso. Mas é aquela história de sempre: o preço médio na Índia é ainda muito barato. Além da piscina, que nos deu momentos refrescantes no meio do calor do deserto, o Anjani tem um restaurante no terraço que vende cerveja, tem petiscos super gostosos e uma vista maravilhosa de toda a cidade murada. Resumindo: super recomendo.

COMPRAS

O Rajastão é o paraíso de coisas lindas e coloridas. Foi lá que eu vi os panos e os artesanatos mais lindos de toda a minha viagem. Além disso, o Rajastão tem peças e desenhos muito específicos. É possível que você só encontre algumas coisas nesta parte do país. A dica é: se gostou, compre. É possível que você não ache mais nada igual em outro lugar. Lá são comuns panos (estilo canga ou estilo sári), saiões, desenhos típicos do Rajastão feito com canetas finissímas e detalhes impressionantes e muito artesanato em madeira. Em Udaipur, pra cada lugar que você olhe vai ver uma lojinha. A dica é sempre pechinchar bastante. Próximo ao parque Saheliyon-ki-bari há uma feirinha que tem panos e roupas com preços mais baratos.

COMENDO

udaipur2tetobranco

Do topo dos prédios, a cidade é toda branca

Udaipur é cheia de restaurantes que ficam no topo de prédios. Por isso, se você tiver na dúvida entre um restaurante térreo e um com vista, não titubeie: escolha o com vista. Com um clima tão agradável, os próprios garçons já estão acostumados a ter clientes por horas e horas só conversando, sem comer nada. Nossa melhor experiência foi no Sunrise, que fica no topo de um prédio bem pertinho do templo (e de frente pro hotel que ficamos). E dê um jeito de comer um tali – que é o prato feito indiano – todos são deliciosos.

OS ESPERTINHOS

Em Udaipur a gente viveu situação bem esquisita. Em todas as esquinas alguém vai ter perguntar de onde você é. E não importa se você responder Brasil, Estados Unidos ou Saturno, a pessoa vai dizer que tem um amigo que foi pra lá. Logo depois vai engatar uma conversa dizendo que é estudante de artes e que adoraria que você conhecesse o ateliê do mestre dele. Enfim, a pessoa não vai desistir até que você aceite o convite. Uma vez lá você conhece a arte do Rajastão e depois

udaipur2bigode

Fique de olho nas paredes

alguém tenta te vender a obra. Os preços não são baratos e nós não levamos nada. O problema é que os “convites” se repetem a cada esquina e se você aceitar tudo não faz mais nada do que visitar ateliês e lojas. A nossa tática pra fugir dessa situação – que às vezes foi beeem irritante – foi mentir dizendo que a gente já tinha estado no ateliê no dia anterior e já conhecia o tal mestre.

Mais Índia aqui

Personal Trip

About the Author

Destinos exóticos e desconhecidos. É em lugares assim que Reba prefere passar as férias. Isso deve ser uma desculpa para poder passar os outros 11 meses do ano planejando a viagem.

3 Respostas para “ Pela Índia: romance e beleza no deserto de Udaipur ”

  1. eu amo a hindia eu danço indiano a roupa e iqual um beijjjjjjjjjjjjjjjjjjjjoooooooooooooooooooooooooaaaaaaaaa

  2. Udaipur é cool. Varanasi, punk.

  3. Amei. Nao paro de pensar em Varanasi e agora vc vem com essa…

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>