• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

O que levar em conta antes de planejar sua viagem

Girassóis da Toscana

Já pensou que desperdício ir à Toscana fora da época dos girassóis?

Passagens e hotéis são o básico de um roteiro de viagem mas há outros fatores que você deve levar em conta ao planejar suas férias para evitar que elas virem uma roubadinha. Selecionamos dicas simples de viagem abaixo:

. A época do ano – Claro que pessoas que só podem tirar férias no alto verão ou no auge do inverno não têm muita opção. Mas se você for daqueles sortudos que pode viajar na baixa temporada, não tenha dúvidas. É nessa época que as companhias aéreas têm as melhores ofertas, os hotéis oferecem preços mais baixos e as cidades não estão infladas de turistas. Além disso, também costuma ser a época de temperaturas mais amenas, com frio ou calor em intensidades que não vão atrapalhar sua viagem. Quem mora no Brasil costuma temer o inverno no Hemisfério Norte, mas o verão também pode ser implacável em muitas cidades europeias ou americanas.

Dicas para ajudar você a escolher sua compahia aérea

. O tempo dos deslocamentos – É muito comum, ao fazer o roteiro de viagem, acreditar que aquele dia comprometido com apenas um voo de duas horas terá outras 22 para serem aproveitadas. Pura ilusão. Viagens aéreas normalmente demandam antecedência na chegada aos aeroportos, eles próprios nunca são muito próximos do centro da cidade e a chegada a uma cidade nova sempre demanda tempo – nem que seja para você achar o seu hotel. Mesmo viajando de carro ou de trem, evite a tentação de contar aquele ‘meio dia’ como realmente a metade de um dia. Na melhor das hipóteses, você terá algumas horas a seu dispor. Seja contido na programação.

De carro, sob o sol da Toscana

frios italianos

Passe num mercado local e compre seu lanchinho

. Comida e bebida sempre à mão – Eu tenho a teoria de que o que faz a gente comer mal em viagem é não se preparar para a hora da fome. É muito comum o viajante se distrair nos passeios e, quando se dá conta, está faminto bem do lado da Notre Dame – onde as chances de comer mal e ainda pagar caro sobem consideravelmente. Viajantes planejados carregam algumas frutas, ou queijos, ou sanduíches, ou chocolates – enfim, algum lanchinho que ajude a segurar a onda da fome até conseguir encontrar aquele restaurante que foi superrecomendado pelos blogs de viagem. 🙂 Uma garrafa d’água sempre à mão também é um acerto.

. Filas: é possível evitar – Deve ter alguém que acha legal dizer que passou duas horas na fila da Torre Eiffel ou do Coliseu ou da London Eye. Mas essa pessoa provavelmente não se deu conta ainda de que, na verdade, perdeu em uma fila duas horas em que poderia estar caminhando à beira do Sena, tomando um gelato ou escolhendo o próximo pint. Antes de viajar, pesquise se as atrações que você quer conhecer oferecem pré-venda de ingressos na internet. Claro que ter tudo pré-agendado pode tirar um pouco da liberdade dos seus dias, mas a sensação de ‘furar fila’ oficialmente compensa.

Pausa para apreciar a vista

. Turista também se cansa – Você pode achar meio óbvio, mas é muito comum a gente se esquecer disso durante a empolgação do planejamento da viagem. Daí é um tal de programar dois dias em cada cidade ou um museu atrás do outro, sem pausa, que muita gente volta das férias mais cansado do que antes de embarcar. Planeje um tempo para não fazer nada, para ficar sentado nem que seja num banco de praça vendo a vida passar. Também se descobre muito sobre uma cidade e seus habitantes dessa maneira.

Personal Trip

About the Author

Flávia tem viagens planejadas para os próximos cinco anos, pelo menos. Só tem um porém: todas precisam de uma parada em Paris.

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>