• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Londres em 1 dia

Quanto tempo é o ideal pra ficar em Londres? Eu sou suspeita e responderia: todos os dias das férias!

Mas a gente sabe que o mundo é grande demais pro tamanho das nossas férias e é preciso conseguir aproveitá-la o máximo possível. Com seis dias dá para visitar tudo com calma, fazer compras e ainda relaxar com pints! Mas como nem todo mundo tem esse tempo, resolvemos montar uma sequência de posts pra que os viajantes consigam aproveitar o máximo possível.

Veja o que fazer em Londres

London Eye

Bem, o seu vôo faz conexão na capital britânica? Você vai dar só uma escapada vindo de Paris ou Bruxelas? Está numa excursão e não pode mudar muito o roteiro? Resumindo, você só tem 1 dia? Claro que é pouco, mas vamos lá aproveitar o máximo!

É bom lembrar que com um único dia – ou apenas algumas horas – as compras vão precisar ficar pra outra vez. Os museus também terão uma visita relâmpago. E pernas pra que te quero!

O melhor jeito de começar e pegando o metrô até Green Park. Se você vem do aeroporto de Heathrow melhor ainda. A linha Picadilly (azul) é direta e demora mais ou menos 1 hora e 10 minutos.

Descendo pelo parque você já cai no primeiro cartão postal: o palácio de Buckingham. O palácio não é a morada da Rainha Elizabeth mas é lá que ela faz as recepções. Se você estiver na cidade entre julho e setembro vai poder visitar o palácio por dentro (mas fique de olho no seu horário!) Nesse caso o melhor é comprar o ticket antecipado por aqui.

Em frente ao palácio de Buckingham é também onde acontece a famosa troca da guarda real. O evento acontece entre maio e setembro sempre às 11h30 e é de graça. Lembre-se que a troca da guarda não acontece em dias de chuva, por isso, planeje-se.

De Buckingham Palace você vai atravessar o lindíssimo St James Park e chegar até a Trafagal Square. Uma das praças mais famosas do mundo, lá também é onde fica a National Gallery, um dos maiores museus de Londres. Avalie bem o seu tempo, e claro também o seu interesse, e veja se quer entrar no museu. A boa notícia é que é de graça então não tem problema se você for ficar só alguns minutinhos.

Catedral de St Paul, do outro lado de Southbank

Da Trafagal Square você vai descer pela rua White Hall. Lá é onde estão diversos prédios imponentes, ministérios e também a Downing Street. Há mais de dois séculos, a casa número 10 dessa rua é a residência dos primeiro ministros britânicos. E lá eles estão bem perto do trabalho.

Afinal, no fim da rua está o Parlamento Britânico. Ao lado de um dos prédios mais lindos do mundo, lá está ele: o Big Ben! Depois de tirar milhares de fotos (você não vai resistir, acredite) é hora da Abadia de Westminster, que fica no mesmo quarteirão. Local da coroação de reis e rainhas britânicas, a abadia também foi palco de diversos casamentos reais e é túmulo de grandes personalidades da história como Isaac Newton, Charles Dickens e Chales Darwin. Além disso, o prédio gótico também é deslumbrante. A entrada é paga mas eu acho que vale a pena!

Veja como é a visita dentro do Parlamento aqui.

Logo em frente ao Big Ben está a Westminster Bridge. Cruze a ponte e aproveite para tirar os melhores ângulos do Big Ben e Parlamento. No fim da ponte está a London Eye. Parada para andar na roda gigante.

Depois é hora de andar por Southbank – a “orla londrina”. Por ali também há cafés é pequenos restaurantes que podem ser uma boa opção de almoço. A caminhada na beira do Tâmisa é longa mas também muito agradável.

A gente dá as dicas de como comer barato em Londres aqui. 

No caminho preste atenção no Shakespeare Globe, que reproduz o local onde ele encenava suas peças,  no “porto” revitalizado e no Tate Modern, um museu imperdível para quem curte arte moderna (também de graça!). Em frente ao Tate fica a ponte Millenium que é linda. E do outro lado da ponte a Catedral de St Paul, vale atravessar a ponte pra vê-la de perto (a entrada na igreja é paga).

Torre de Londres, a parada final

A parada final é a Tower Bridge. Outro cartão postal londrino. Cruze a ponte para chegar até um dos prédios mais impressionantes da cidade: a Torre de Londres. Com apenas 1 dia é provável que você não consiga entrar no museu mas só as fotos do lado de fora já valem a pena.

Se você ainda for dormir na cidade e tiver mais um tempinho a boa é um jantar no Soho. Nesse caso, pegue o metrô até Picadilly Circus – e aproveite pra conhecer outra praça famosa – e ande o Soho onde o que não faltam são opções de lugares para comer. Pra todos os bolsos e gostos.

Depois disso, só mesmo uma boa noite de sono. Pra sonhar com a cidade real.

Personal Trip

About the Author

Destinos exóticos e desconhecidos. É em lugares assim que Reba prefere passar as férias. Isso deve ser uma desculpa para poder passar os outros 11 meses do ano planejando a viagem.

2 Respostas para “ Londres em 1 dia ”

  1. Realmente Londres em um dia é loucura, mas vc citou o principal. Já morei lá duas vezes e vou quase todo ano, porque amo a cidade! Apesar disso, sinto que ainda não conheço quase nada… Só uma correção: a rainha mora sim no palácio de Buckingham.

  2. Londres em um dia não é viagem, é tortura kkkkk Adorei a cidade! Estou louca pra voltar e vou aproveitar as dicas, mas pretendo ficar beeeeeeeem mais q 1 dia! abs

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>