• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Lima, a capital de céu branco

História no meio da cidade...

O céu é assim quase todo dia

O destino é um pouco renegado pelos brasileiros que já pensam logo em Buenos Aires ou  Santiago na hora de escolher uma capital sul-americana para viajar. Mas Lima tem encantos que valem três dias de viagem antes ou depois seguir para Machu Picchu. O céu é constantemente branco (acho que em 7 dias a gente só viu céu azul em 1) mas raramente chove. Uma – também frequente –  névoa envolve a cidade. Às vezes parece poluição, outras maresia… E também prepare os ouvidos: os peruanos amam uma buzina.

CHEGANDO

A dica pra Lima é a mesma que a pra maioria das cidades sul-americanas: pegue um táxi. O aeroporto é longe.

PASSEIOS

As principais atrações estão no Centro e no bairro de Miraflores. De ônibus, entre um bairro e outro, são mais ou menos 40 minutos. Apesar de ser uma cidade costeira, as praias em Lima são de pedra e não balneáveis. Mas pra nós brasileiros, tão acostumados ao Atlântico, a vista do Pacífico rende ótimas fotos.

Um sítio arqueológico no meio da cidade.

Um sítio arqueológico no meio da cidade.

Huaca Pucllana – Se você tem pouco tempo em Lima, eu sugiro que você vá direto pra lá. Porque a cidade tem igrejas interessantes e praças lindas, mas uma escavação arqueológica, do período pré-colombiano, você só vai ver em Lima ou no norte do Peru (lá você vai ver dezenas delas). O local fazia parte da civilização Moche, que habitou o Peru antes dos Incas. Começou a ser escavado em 1984 e é realmente impressionante que exista um monumento como aquele no meio do bairro de Miraflores. As visitas são feitas obrigatoriamente com guias, o que é ótimo porque ajuda a entender o que tudo aquilo significa.

O antigo cemitério no único dia de céu azul

O antigo cemitério no único dia de céu azul

Igreja e convento de São Francisco – É umas das principais igrejas da capital. O passeio é super organizado – são formados grupos que saem acompanhados por um guia que vai contando histórias da Lima hispânica. Além do prédio, que é belíssimo, a visita vale principalmente pelas catacumbas e labirintos que estão abaixo do atual convento. Por muitos anos, o local funcionou como cemitério da cidade e as histórias são incríveis.

Parque do Amor – Outro programa obrigatório, na minha opinião. Um lindo monumento ao amor (como o nome já diz, dãã) e uma vista deslumbrante do Pacífico. Mesmo que você esteja longe da sua paixão vale a visita pra tirar umas fotos, passear pelo parque e ler algumas das declarações de amor do local. Fica em Miraflores.

Reparem nas varandinhas

Reparem nas varandinhas. É o mesmo único dia de sol 🙂

Plaza Mayor – É a principal praça da cidade, onde estão localizados a catedral, o palácio do governo e a casa do arcebispo. Em frente ao palácio do governo há uma troca de guarda que não se difere muito de qualquer outra ao redor do mundo. Nos prédios vale reparar nas incríveis varandas inspiradas em cidades espanholas. A catedral também vale uma visita.

A muralha – Outro programa imperdível para quem gosta de escavações e programas no estilo Indiana Jones. O sítio arqueológico tem peças da época da fundação da cidade e foi transformado em um parque muito lindinho. A vista do lugar também vale o passeio. A visita pode ser complementada por uma cerveja em alguns dos bares que ficam no parque. O sítio fica perto da Plaza Mayor e pode ser feito no mesmo dia.

As estátuas mochicas

As estátuas mochicas

Museu Rafael Larco Herrera – O museu é particular mas tem um dos maiores acervos pré-colombianos do Peru. Além de ficar em um lindo casarão, você consegue ficar uma manhã ou uma tarde inteira se deliciando com esculturas raras da cultura Moche e com outras esculpidas em ouro. Além disso, a visita inclui um museu erótico que tem peças pra lá de interessantes.

Parque Kennedy – Fica em Miraflores e tem uma série de restaurantes, bares e algumas boates que podem ser uma opção para quem gosta de sair à noite. As barraquinhas montadas dentro do parque são uma opção para quem é fã de comida de rua.

Museu da Inquisição – O museu é bonitinho, tem algumas representações que demonstram fatos da Inquisição no Peru mas definitivamente não é um programa imperdível.

PARA FICAR

Miraflores é disparado o melhor lugar pra se hospedar. O bairro é o mais transado da cidade e é onde você vai encontrar a night, os melhores restaurantes e os melhores lugares para fazer compras. San Isidro também é legal mas o bairro é mais residencial. Nós ficamos no Hitchhikers e foi uma ótima pedida. Quartos limpos com ou sem banheiro privativo e uma mesa de ping-pong que fez a alegria do nosso grupo. Além disso, o lugar é super bem localizado com ponto de ônibus em frente e um grande supermercado a duas quadras.

COMER

Peru é sinônimo de ceviche. E Lima tem grandes restaurantes com incríveis pratos do peixe cru marinado. O Shopping Larcomar (de novo em Miraflores) está lotado de opções de restaurantes. Nós tivemos uma ótima experiência no Café del Mar. A vista maravilhosa que se tem do Pacífico também ajudou. Mas, sem dúvida, nossa melhor experiência gastronômica em Lima ficou por conta do La Rosa Náutica. A primeira impressão que se tem é que você não vai ter dinheiro pra comer ali. Mas era meu aniversário e nós fizemos o teste. Acabou sendo uma das melhores lembranças de toda a viagem. Pra começar, o restaurante fica no fim de um píer imenso, ou seja, você come no meio do mar ao som das ondas. Depois, o atendimento não deve a nenhum restaurante cinco estrelas aqui do Brasil. A conta? R$ 40 por pessoa, com vinho incluído. E não se preocupe com o pedido. Qualquer coisa do cardápio vai ser gostosa. O lugar não nos fez exigência de traje (e a gente não tinha mesmo porque ninguém leva outra coisa que não calça jeans pra 20 dias no Peru) mas é bom reservar a sua melhor roupinha.

Parece remédio mas é só refrigerante

Parece remédio mas é só refrigerante

E ninguém pode passar pelo Peru sem provar Inka kola. O refrigerante amarelo radioativo que chegou a ameaçar a liderança da Coca Cola no país (até ser comprado pela multinacional) tem gosto de chiclete de tutti-frutti e é encontrado em todo canto.

ANDANDO POR LIMA

A gente não teve problema para andar de ônibus embora eles sejam muito (mas muito mesmo) velhos e nada confortáveis. Pessoas altas vão sofrer com a distância entre os bancos e até pra ficar em pé (?!!?). Isso mesmo, em alguns veículos as pessoas que têm perto de 1,90 precisam ficar um pouco curvas porque o teto é baixo. Enfim, é uma experiência antropológica mas que pra gente ele funcionou bem. A passagem é paga dentro do ônibus e os pontos não são sinalizados. Quem quiser um pouco mais de conforto e praticidade deve optar pelos táxis, que não são muito caros. Mas não entre em nenhum sem combinar o preço antes. E barganhe um pouco.

COMPRAS
Para quem quer fazer compras mais chiques e de marcas conhecidas a dica é o shopping Larcomar, que fica em Miraflores e tem parte das lojas ao ar livre. Para artesanato nós fomos ao Mercado do Índio (Av. Petit Thouars), no mesmo bairro. Lá você encontra dezenas de pequenas lojas que vendem tudo o que a gente tem em mente sobre artesanato peruano e algumas outras coisas que você não tem nem idéia. O lugar também tem umas lojas de jóias que vendem prata. O Parque Kennedy, também em Miraflores, tem uma feirinha de artesanato nos fins de semana. A cuy-arts é uma marca bem transadinha que tem várias coisas divertidas sobre o Peru, você acha os produtos deles em todo o canto. Não é exatamente barato mas certamente você vai se apaixonar por alguma coisa de lá.

Versão deste post para impressão.

Personal Trip

About the Author

Destinos exóticos e desconhecidos. É em lugares assim que Reba prefere passar as férias. Isso deve ser uma desculpa para poder passar os outros 11 meses do ano planejando a viagem.

10 Respostas para “ Lima, a capital de céu branco ”

  1. Oi Silvana,
    Obrigada pela dica!
    Em breve teremos mais Peru por aqui.
    Volte sempre aqui com novidades.

    Beijos

  2. Oi, eu de novo….não achei o site oficial do Parque, mas neste aqui encontrei as mesmas informações que tenho num folheto:

    http://www.viajesreal.com/2008/07/circuito-magico-del-agua-lima.html

    É um de meus lugares preferidos em Lima! 🙂
    Abraços!

  3. Olá, meninas!
    Adorei o blog de vocês! Lima é realmente uma cidade com muuuuuuuuuitas coisas para conhecer.Bom, sou suspeita para dizer isso pois metade de minha família é peruana, ehehe. Pena que várias das atrações ainda são pouco divulgadas aqui no Brasil. Faltou vocês falarem do Circuito Mágico de las Águas no Parque de la Reserva, muito bonito e agradável. Vou procurar o site do Parque e volto aqui pra postar o endereço, ok.
    Abraços!

  4. Vale a pena mencionar que deve-se ter cuidado redobrado com os táxis em Lima, pois além dos problemas existentes em todo o mundo com taxistas que passam a perna nos estrangeiros, em Lima há um índice altíssimo de roubo e seqüestro por parte de falsos taxistas. Fica o alerta!!! No mais vale a pena, principalmente pela simpatia do povo peruano!!!

  5. Em Lima alem da otima comida principalmente pelo ceviche que esta em toda parte tb tem uma otima musica. A musica criolla eh o resultado de origens negras e espanholas e tocado com a base de um cajon, caixote.

    Vale a pena conhecer.

  6. San Isidro é do lado de Miraflores, Juliete.
    Beijos

  7. San Isidro é o Leblon. Ou melhor, São Conrado. Miraflores é Ipanema.

  8. Muito obrigada, amiga!
    Melhor, impossível. Vou imprimir pra levar e escolher os poucos programas que vou ter tempo de fazer.
    Pena que vou ficar em San Isidro…fiquei achando Miraflores tão simpático 🙂

  9. Faço parte do grupo que tem reservas quanto a Lima. Este post está me fazendo rever isso…

  10. Comer no Rosa Náutica, jogar pingue-pongue, ir a cuy art, e visiar o Museu Rafael Larco Herrera. Ótimos programas.

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>