• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Eu já… percorri as catacumbas de Paris

 

O passeio pelas Catacumbas de Paris é mais curioso do que mórbido

O passeio pelas Catacumbas de Paris é mais curioso do que mórbido

Eu já tinha ido a Paris algumas vezes e repetido ao menos em três delas o circuitão turístico, então procurava programas ainda para visitantes, mas que eu ainda não tivesse provado. Encontrei num guia turístico a sugestão de ir a Les Catacombes, ou as Catacumbas de Paris, conhecida também como o Ossuário Municipal.

Trata-se de um emaranhado de túneis subterrâneos que cortam a cidade onde foram depositados, a partir do século XVIII, os ossos de milhares de moradores que jaziam nos cemitérios da cidade.

Os ossos humanos foram transformados em esculturas

Os ossos humanos foram transformados em esculturas

Quando cheguei à entrada, próxima à estação de metrô Denfert-Rochereau, um cartaz alertava que pessoas com problemas cardíacos, respiratórios ou doenças nervosas não deveriam se aventurar. Logo mais eu entenderia o motivo do aviso…

Após pagar o ingresso, me deparei com uma estreita escada em caracol, bastante íngreme (os degraus eram altos). Descobri depois que tratavam-se de 130 degraus, mas a descida parecia sem fim,talvez por ser estreita e sem volta. Não é possível arrepender-se no meio da descida, e voltar a subir, porque a escada só comporta apenas uma pessoa.

Quando enfim cheguei ao solo, túnel longo, teto baixo, luz fraca, imaginei tudo o que me separava da superfície, incluindo algumas linhas de metrô cortando a terra acima da minha cabeça. Pensei que o ar poderia ficar rarefeito, que não havia saída a não ser a dois quilômetros a frente e, confesso, quase paniquei. Mas respirei fundo e mentalizei que a saída mais curta era andar adiante, seguindo o fluxo, com calma, me deixando levar pela descoberta.

O lugar é realmente singular. Os túneis cortam boa parte de Paris, mas apenas um percurso de dois quilômetros é aberto ao público. O passeio tem duração média de 45 minutos.

Descubra qual é o melhor bairro para se hospedar em Paris.

Confira uma introdução ao metrô de Paris.

Os túneis são estreitos, mas têm altura razoável na maior parte do percurso

Os túneis são estreitos, mas têm altura razoável na maior parte do percurso

 

Por questões sanitárias, no século XVIII, o governo local decidiu desativar o cemitério dos Inocentes, que vinha sendo usado há séculos e tinha se tornado em foco de doenças para a população da região. À época, a cidade possuía túneis no subsolo chamados de “as antigas pedreiras”, de onde foram retiradas pedras e minerais para construções na superfície. Como essas minas foram exploradas por muito tempo, resultaram em uma rede de túneis que vez ou outra desmoronavam, causando perdas em vias e edifícios. O problema tornou-se grave a ponto de ser criado um Departamento de Inspeção das Pedreiras.

Ficou decidido que as pedreiras receberiam os ossos. Após os trabalhos de contenção dos túneis, o lugar foi abençoado e começou a receber os ossos do cemitério. O transporte era feito sempre à noite, sob certo rito. Bem-sucedido, o trabalho se estendeu para o recolhimento de ossos dos outros cemitérios da cidade, o que resultou praticamente num trabalho escultural. São corredores inteiros com ossos humanos empilhados, com indicações do lugar e data da remoção, que foi conduzida de 1786 a 1814. Segundo o ossuário, as catacumbas conservam os restos mortais de cerca de seis milhões de parisienses.

Pare! O império da morte é aqui.

Pare! O império da morte é aqui.

Ao fim do túnel, a luz é alcançada após uma subida de 83 degraus, novamente íngremes, estreitos, aparentemente intermináveis. Felizmente, há um banquinho à saída da escada, para uma recuperada estratégica no fôlego. Do outro lado da rua, uma lojinha de souvenires satisfaz os que gostariam de levar uma caveirinha de lembrança para casa.

As catacumbas de Paris ficam no endereço 1, avenue of Colonel Henri Rol-Tanguy (metrô Denfert-Rochereau). Não vale a pena ir de carro, porque você volta à superfície em outro ponto da cidade, a dois quilômetros de distância. A entrada custa 8 euros, mas tem desconto para estudantes.

Dicas para desbravar Paris com pouco dinheiro.

Chegando em Paris: do aeroporto para o Centro.

 

Personal Trip

About the Author

Nada de sombra e água fresca. Daniela gosta mesmo é de explorar o mundo, os países, as cidades por onde passa. Mal acabam as andanças das últimas férias e já começam os planos para o próximo destino.

2 Respostas para “ Eu já… percorri as catacumbas de Paris ”

  1. Também achei, Isa.
    Agora estou à procura de outra aventura por lá. Terei mais três dias na cidade nas próximas férias. 😉
    Beijocas

  2. Adorei, Dani! Realmente, é uma boa opção de programa pra quem já conhece tudo da cidade. 🙂

    bj

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>