• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Espanha em três roteiros: básico, ‘gourmet’ e praiano

Um dos Palácios Nazaríes, situado dentro de Alhambra, monumento mais importante de Granada

Alguns países não deveriam ser desbravados em uma só viagem, por mais longa que ela seja. A Espanha se encaixa nesse grupo, já que oferece opções para distintos tipos de turista, desde aquele que nunca saiu do Brasil até o viajante mais experimentado e exigente. Do mochileiro durango ao milionário, é um país que rende, pelo menos, três roteiros, como os sugeridos abaixo.

ROTEIRO 1: ESPANHA BÁSICA

Quando ir? Em qualquer época do ano.

Quanto tempo ficar? 12 a 15 dias.

Que lugares visitar? Com Madri, Barcelona, Toledo, Granada e Sevilha você vai conhecer todos os estereótipos da Espanha (balada, cerveja, jamón, flamenco, paella, arte…) e confirmar que são mesmo maravilhosos. A única tradição da Espanha que eu não considero bacana é a da tourada, mas eu já falei disso por aqui.

1) Madri (3 ou 4 dias). Três dias para conhecer os museus mais importantes do país: o Prado, o Reina Sofía e o Thyssen (um por dia), alternando com visitas a monumentos externos, ruas bacanas e bares, muitos bares de tapas e cañas. Aproveite para usar um dos dias extras para uma day trip a Toledo, El Escorial ou Segóvia.

Para ver mais detalhes de passeios em Madri, clique aqui. Para comer, beber e comprar, veja aqui.

Detalhe modernista do terraço de La Pedrera.

2) Barcelona (4 ou 5 dias). Arte, praia, arquitetura, noitada… As atrações em Barcelona são infinitas e a cidade fica especialmente divertida no verão. Os monumentos modernistas (como a Sagrada Familia, Parc Güell, La Pedrera ou o Palau de la Música) são os que dão a “cara” da cidade, mas também valem uma visita a Fundación Miró e o Museo Picasso. Se tiver fôlego, inclua uma day trip a Montserrat, onde há o famoso monastério, ao fofo balneário de Sitges (mais informações abaixo) ou a Sant Sadurni d’Anoia, cidade que concentra a maior produção de cava, o espumante catalão. Veja mais informações nos sites das vinícolas Freixenet e Cordoniú.

Para ver um giro completo da cidade, clique aqui.

3) Sevilha (2 dias). Chegamos à região onde você vai encontrar mais elementos que justificam a imagem que a Espanha exporta, como a tradição do flamenco. O bom mesmo seria ir a Jerez de la Frontera, uma das mecas desse ritmo, mas, na lindíssima Sevilha você não estará malparao. Além de contar com tablaos (lugar onde se toca e dança o flamenco “raiz”), como a simpática La Carbonería, a cidade também tem atrações impressionantes como os Reales Alcázares, a torre La Giralda e a impressionante Plaza de España. No mais, aproveite a caña (chopp) bem tirada da cidade (ou uns goles nos vinhos jerez) acompanhada de flamenquines (espécie de croquete típico), bien me sabe (iscas de peixe fritas bem temperadas) ou tortitas de gambas (com mini camarões). Você pode encontrá-las em um dos bares da Calle Mateo Gago.

4) Granada (2 dias). Granada tem cheiro de jasmim (flor comum durante a ocupação muçulmana) e foi a última cidade dominada pelos moros a cair durante a Reconquista católica. Mas a herança árabe perdura, já que seu principal monumento é Alhambra, complexo que reúne uma fortaleza, palácios, pátios e jardins que concorreu ao posto de uma das Novas Sete Maravilhas Mundiais. Para visitá-la, é fundamental comprar a entrada com antecedência no site. Também é uma boa passear pelos bairros de Albaicín e Sacromonte, com suas casinhas brancas. Nesse último, há uma série de tablaos e restaurantes que oferecem apresentações de flamenco.

Uma observação: no alto verão, apesar de ter mais o que fazer na Andaluzia, o calor às vezes é insuportável na região, principalmente em Sevilha. Fica o aviso.

Se você ficou com mais vontade de Andaluzia, clique aqui.

—————-

ROTEIRO 2: ESPANHA GOURMET

Quando ir? Em qualquer época do ano.

Quanto tempo ficar? De 15 dias (duas regiões) a um mês (todas as descritas abaixo).

Que lugares visitar? O norte da Espanha tem opções para todos os bolsos e apetites, e podemos destacar as comunidades autônomas Catalunha, País Basco, Astúrias, Navarra e Galícia como os destinos gastronômicos mais populares. Mas esse roteiro pelo norte é apenas orientativo. Saiba que é possível encontrar culinárias incríveis (e totalmente diferentes entre si) em literalmente todo o território da Espanha.

Pronta para comer minha ‘escalivada’ acompanhada de uma taça de ‘cava

1) Catalunha (de 4 dias a uma semana). É lá (mais especificamente na cidade de Roses) onde ficava o famosíssimo El Bulli, restaurante de Ferrán Adrià, eleito o melhor o mundo durante vários anos seguidos (perdeu o trono em 2010). Adrià fechou o El Bulli mas, de qualquer maneira, como poucos têm (temos) orçamento para investir num três estrelas Michelin, aqui vão algumas alternativas mais acessíveis. A Catalunha controla seus produtos típicos com uma Denominação de Origem e explora suas cidades de acordo com isso. Por exemplo, para provar uns bons calçots (talos gigantes de cebola com molho romescu, um dos aperitivos mais gostosos que já comi), vale a pena ir a Valls no inverno. Os vinhos bacanas são da região Penedès, os queijos, dos Pirineus e as verduras e legumes, de Lleida. Mas claro que você pode encontrar esses produtos em cidades maiores como Barcelona (no post da cidade há algumas sugestões), Girona ou Tarragona. Delas, é possível fazer day trips para as cidades menores especializadas em tal produto.

* O que comer na Catalunha? Entre as comidas típicas, você vai topar com muitos embutidos (como butifarra, fuet e espetec), caracóis, coelho (servido com caracóis, frutos-do-mar e até chocolate), cocas (espécie de torrada grande com diferentes toppings salgados ou doces), escalivada (pimentão vermelho, berinjela e cebola assados com muito azeite e servidos com queijo de cabra), além do onipresente pà amb tomàquet (pão com tomate e azeite) e de muitas receitas com bacalhau e frutos-do-mar. De sobremesa, a crema catalana (que lembra crème brulée) e o mel i mató (queijo mató com mel).

2) País Basco (de 5 ou 6 dias). Minha região gastronômica favorita no mundo – e eu já falei dela com detalhes num post, onde confesso minha paixão pelos pintxos. Os pintxos (ou pinchos) são porções individuais de tapas servidas com um palitinho, normalmente em cima de uma rodela de pão. Há pintxos para todos os bolsos e para prová-los (entre outras coisas) vale passar dois ou três dias em duas de suas principais capitais, San Sebastián e Bilbao.

* O que comer no País Basco? Frutos-do-mar, moluscos (como as minilulas txipirones) e peixes são as principais bases dessa culinária, mas os aspargos, a pimenta (a geléia de pimenta de lá é inesquecível), as carnes, o queijo de ovelha Idiazabal e os embutidos também são destacáveis. Entre alguns pratos, você vai encontrar o marmitako de bonito (espécie de ensopado de atum), pratos com diferentes tipos de feijão (alubias ou fabas), txangurro (king crab com cebola, alho-poró e tomate), kokotxas (parte inferior da cabeça do peixe) ou bacalao al pil-pil (molho com azeite e soro do peixe) . Para acompanhar, peça um zurito (chopp garotinho) ou um txacoli, espécie de vinho branco opaco.

3) Navarra, La Rioja e Astúrias (uma semana). Se você gosta de carne de vaca, acompanhada de um bom vinho, esta é a sua área. Confesso que não sou muito fã da carne bovina de Madri e do sul (onde o porco é o rei da mesa), mas o norte compensa. Oviedo, Gijón e Llanes (Astúrias), Pamplona (Navarra) e Logroño (La Rioja) são algumas das cidades que reúnem atrações turísticas e gastronomia.

O ouriço (‘erizo’) é uma iguaria super apreciada nas cidades litorâneas do norte do país. Provamos estes em Gijón, acompanhados de sidra local.

* O que comer nessas regiões? Provar um chuletón nessas três regiões é quase um programa turístico, já que são famosas por seus asadores – algo como uma churrascaria mais sofisticada. Navarra tem uma culinária bem parecida com a do País Basco (outra região rica em carne), enquanto Astúrias conta também com sua famosa fabada (espécie de feijoada, mas com feijões brancos), além de dezenas de frutos-do-mar e queijos sensacionais (o mais famoso é o cabrales, presente em várias receitas com carnes e massas). Sem se esquecer da famosa sidra, que nada tem a ver com o espumante do despacho. E La Rioja é conhecida pelas vinícolas modernas e por seus vinhos D.O.C. Veja aqui mais informações.

4) Galícia (uma semana). Recentemente publicamos um post sobre essa região, que também detalha um dos seus principais atrativos: a culinária. Com três dias em Santiago de Compostela, dois em A Coruña e dois em Vigo você vai poder provar de tudo e aproveitar a pausa entre as refeições para conhecer as muitas atrações turísticas dessas cidades.

* O que comer na Galícia? Com uma fartura parecida à da mesa portuguesa (está coladinha com a terrinha), a gastronomia galega se baseia em crustáceos, moluscos (seu pulpo a la gallega é o prato estrela), queijos (meus preferidos na Espanha), caldos, doces, lanchinhos (a empanada gallega é servida até no café-da-manhã)… A lista é interminável.

————-

ROTEIRO 3: ESPANHA PRAIANA

Quando ir? No verão. Em agosto tudo é absurdamente mais caro, então sugiro ir a partir de meados de junho (onde já se pode banhar no sul da península e nas Ilhas Canárias), julho (quando faz calor em todo país) ou setembro (evitando o norte, onde já começa a fazer mais frio).

Quanto tempo ficar? De 15 a 20 dias, escolhendo uma ou duas das regiões abaixo.

Que lugares visitar? No norte, Galícia, País Basco e Astúrias, regiões mais fresquinhas, para quem quer fugir do calorzão. No sul, Andaluzia, calor brabo para peles resistentes. Ao leste, a Comunidade Valenciana, bem familiar. A nordeste, Catalunha, com algumas das praias mais bonitas, em roteiros que podem unir praia e cultura. As Ilhas Baleares (onde está Ibiza) são o paraíso mediterrâneo que lembra o Caribe, enquanto as Ilhas Canárias oferecem uma paisagem diferente, vulcânica, e muitos resorts.

1) Espanha insular (de 4 dias a uma semana por arquipélago).

* Arquipélago das Ilhas Baleares – A ilha mais conhecida do país é sem dúvida Ibiza, que atrai não só baladeiros, como também gente que quer relaxar e só aproveitar o dia. Ibiza faz parte das Ilhas Baleares, junto com Maiorca, Menorca e Formentera. Todas são lindas, mas prepare-se para gastar uma graninha porque, com a grande afluência de turistas ingleses e alemães, os preços são altos. Para circular por elas, é preciso alugar carro (ou bicicleta, no caso da pequena Formentera). Se quiser viajar a mais de uma, pode ser mais barato ir de avião (pela Ryanair, por exemplo) do que de barco, já que a companhia que faz os trajetos mete a mão.

Arquipélago das CanáriasAs Canárias também têm um esquema parecido (turistas gringos, necessidade de alugar carro para conhecer as praias mais bonitas…), mas é uma viagem mais original, já que conta também com praias vulcânicas (de exótica areia escura) e com um clima mais quentinho do que o resto da Espanha (está grudadinha na África), ou seja, com sorte, dá para mergulhar lá em meia-estação. O arquipélago tem sete ilhas, sendo as três primeiras as mais visitadas: Gran Canaria, Fuerteventura, Lanzarote (que formam a província de Las Palmas), Tenerife, La Palma, La Gomera e El Hierro (que formam a província de Santa Cruz de Tenerife). Em todos os casos, fuja dos resorts. Prefira os hotéis e pousadas.

2) Andaluzia (uma semana). Calor, muito calor, e muita gente. Assim é a costa andaluza. As praias mais legais estão escondidas e o acesso é melhor de carro. El Cabo de Gata reserva calas (pequenas enseadas escondidas entre pedras) bonitas e mais tranquilas que as praias das grandes urbes. Mas vale visitar também cidades costeiras mais pops. Entre elas, as da província de Huelva, Cádiz (e suas praias ao redor), Puerto de Santa María, Bolonia, Málaga, e, se quiser conhecer a cidade do jet set, Marbella (eu acho um poco cafona, mas tem lá sua fama).

Veja também: Croácia, uma joia na região do Mediterrâneo

A fofa Calella de Palafrugell, na Costa Brava

3) Países Catalães (de uma semana a 10 dias). Pode ser combinada com uma viagem às Ilhas Baleares, pois duas de suas regiões (Catalunha e Valência) estão bem próximas a este arquipélago, que também faz parte dos chamados Países Catalães. Na Catalunha, em Valência e nas Baleares se fala o catalão (e suas variações), daí essa denominação.

Comunidad Valenciana – A cidade de Valência pode ser uma boa base no caso de ficar só na Comunidade Valenciana. Sua praia urbana não é tão bonita, mas de lá é possível circular por outras mais simpáticas, como a de El Saler, a de Sagunto (a cidade é fofa) ou então visitar o Lago do Parque Natural de La Albufera. Gandía é uma praia famosa entre os mais jovenzinhos (que curtem sua noite) e Benicàssim é ponto de encontro todos os anos de centenas de amantes da música indie por seu festival bacanésimo, o FIB. Um detalhe gastronômico: Valência é a terra da paella, portanto, se quiser provar uma boa, essa é a região.

Catalunha – Já a Catalunha oferece a oportunidade de fazer um roteiro cultural-praiano. O mais legal é percorrer a Costa Brava, que começa na cidade de Blanes. Subindo de carro em direção ao norte (a melhor base é a cidade de Girona, que não fica no mar, mas está próxima às principais atrações), valem visitas Tossa del Mar, Sant Feliu de Guixols. Palafrugell/Tamariu (a Calella de Palafrugell é minha praia favorita na região, de mar azul turquesa e areia branquinha), Roses e Cadaqués (onde veraneava Salvador Dalí), cuja praia nem é tão bonita, mas é super charmosa com suas casinhas brancas e azuis típicas do Mediterrâneo. A parte cultural se completa com Figueres, onde há o louquíssimo Teatro-Museu de Salvador Dalí, e visitando as ruínas gregas e romanas em Empúries. Uma dica: para longos deslocamentos entre essas cidades, vá pelas autopistas ou estradas por dentro do continente. A estrada que beira o mar é muito sinuosa e dá enjoo. Fora da Costa Brava, mas ainda na Catalunha, recomendo visitar Sitges, cidade fofíssima adotada pelo público GLS, e Tarragona, que tem um impressionante anfiteatro romano do século I na beira da praia. Ambas ficam mais próximas a Barcelona.

4) Fresquinho no Norte (de uma semana a 10 dias). Os espanhóis que não curtem aquele calorzão nem tumulto preferem percorrer o norte do país, que reserva praias e paisagens selvagens (como despenhadeiros) espetaculares – uma viagem de carro é o mais recomendável, ainda mais se juntarmos com o roteiro gastronômico descrito acima).  Porém, prepare-se para um mar bem frio e tempo instável por lá.

Vista de San Sebastián

País BascoA praia urbana mais famosa do País Basco é a Playa de la Concha, em San Sebastián, que também conta com a larga faixa de areia da Playa de Ondarreta. De carro, você também pode relaxar na Playa de La Salvaje (mais perto de Bilbao, a cidade do Museu Guggenheim) e muitas outras, ou até ir até passar da fronteira com a França para pegar um sol em Biarritz ou na Playa de Hendaya.

Cantábria e Astúrias – Na Cantábria, vale uma visitinha à capital Santander (que também tem uma praia urbana simpática, a Playa de la Magdalena) e a praias mais selvagens como a Playa Mataleña, a Langre e a San Julián. Já Astúrias é um paraíso natural com muitas montanhas (não deixe de passar pelos Picos de Europa e seus lagos) e praias selvagens como a Playa del Silencio, as lindíssimas (mesmo) Cuevas del Mar, Torimbia e Toró, além da fofa vila de pescadores Cudillero. A cidade de Llanes, além de bonita, é uma boa base para percorrer a região, assim como Gijón, que também tem uma praia urbana legal, a Playa de San Lorenzo.

Galícia – A Coruña é sua cidade costeira mais famosa, mas, como já descrevi no post da Galícia, Vigo pode ser também uma boa base, já que seu entorno conta com várias praias bonitas. Além disso, de lá se pode visitar as espetaculares Illas Cíes, que têm a praia mais bonita da Espanha, na minha opinião (e na do The Guardian, que elegeu em 2007 como a mais bela do mundo).

Quer imprimir este post? Clique aqui.

Siga As Viajantes no Twitter.

Para procurar hospedagem na Espanha, clique aqui.

Personal Trip

About the Author

Depois de três anos morando na Europa, Clarissa foi multada ao voltar ao Brasil. Motivo: excesso de bagagem. Mas não se arrepende. Afinal, eram muitas histórias e dicas para trazer na mala e ela não queria deixar nenhuma para trás.

76 Respostas para “ Espanha em três roteiros: básico, ‘gourmet’ e praiano ”

  1. Oi, Osmar. Bacana seu roteiro. Vocês vão em que época? Se estiver muito frio, acho que Corunha pode ser uma roubada, pois tem aquele vento praiano e chuva com frequência. Eu acho Santiago fantástica, tem uma energia forte, mas, para uma criança, se estiver calor, a praia de Corunha pode ser atrativa. Caso contrário, talvez seja melhor aproveitar Santiago. Sobre Valência, é uma cidade média, com restaurantes legais, praia também e parques. Acho que vale uma noite, sim.

    Abraços!

  2. Muito bom o site. Gostei bastante das dicas e da linguagem.
    Estou montando um roteiro para o próximo ano e estou com uma duvida sobre s Galicia.
    Nossa viagem começará e terminará em Lisboa, passando pelo Porto, Galicia, país Basco, Toulouse, Andorra, Barcelona, Valência, Madrid e Serra da Estrela. Visitaremos Santiago de Compostela, mas estou em dúvida sobre pernoitar em Santiago ou Corunha. Minha preferência é por Corunha, até por estar com uma criança de 4 anos. Onde seria melhor pernoitar, Santiago ou Corunha?
    Outra coisa: vale a pena passar um noite em Valência?
    Obrigado

  3. Oi, Cleusa. Acho que seria uma boa fazer o roteiro básico mesmo. Para seus interesses, não tem tempo ruim, pode ir a qualquer época. Mas no verão (junho, julho, agosto, setembro) costuma haver mais atrações culturais e gastronômicas nessas cidades, ou seja, mais garantia de você se divertir. Abraços!

  4. Olá Clarissa boa tarde!
    Sou estudante de Gastronomia, e faço aulas de dança flamenca. Qua roteiro você sugere, onde eu poderia ver um pouco de cada coisa, e qual época do ano é a mais indicada? Grande Abraço.

  5. Oi Val, nós não fazemos roteiros sob medida.
    Mas nos comentários deste post você encontra alguns roteiros planejados por outros viajantes e compartilhados com a gente.
    Você pode se inspirar neles.
    Espero ter ajudado.
    Boa viagem
    Abraços
    Flávia

  6. Olá!
    Parabéns pelas matérias!
    Já viajei bastante e sei quanto viajar no inverno europeu pode ser cansativo.
    Pretendo ir à Espanha com meus filhos, 16 e 12 em Janeiro. Gostaria de fazer um roteiro que seja agradável para eles e que o frio não fosse um impecilho. Pode me criar um roteiro de até 15 dias? Prefiro trens a dirigir.
    bjs

  7. Querido Manuel, você deve saber que pulpo a la gallega é como o prato é conhecido em castelhano, mais conhecido assim, portanto. No post exclusivo da Galicia (o link está acima) eu ponho o nome original polbo á feira. Representado está, não se inquiete. Percebo que você, assim como vários amigos galegos queridos, defende que o português e o galego são o mesmo idioma (“o mesmo pobo, a mesma lingua”) e acho isso bacana. Adoro a Galícia e acho uma honra quando dizem que sonhamos no mesmo idioma. Abraços e bicos.

  8. Por Deus, Clarissa! O prato típico da Galiza (nação berço do galego-português) não é “el pulpo a la gallega”, como dim os espanhois e os galegos colonizados, é o “POLVO À FEIRA” como a empada galega, os peixes, etc. O idioma próprio da Galiza é o mesmo do Brasil!
    Como dim os irmães portugueses: “Da Espanha nem bom vento, nem bom casamento”. Eu acredito nisso.

  9. Oi, Luciane. Em outubro já é mais frio, então eu não recomendaria a costa. Madri e Barcelona têm parques, zoo e programação infantil. Acho que vale reservar a viagem só para essas cidades e fazer day trips para Toledo, Segovia, Montserrat, talvez. Agora, carro nessas cidades é um problema, pois os estacionamentos são extorsivos. Vale mais usar o ótimo transporte público das duas cidades e talvez só alugar carro em caso de day trip ou deslocamento longo. Abraços!

  10. Oi Clarissa!! Td bem? Queria uma ajuda de roteiro de 9 dias. Iremos eu, meu marido e nossos dois filhos que na epoca da viagem terao quase 5 anos e quase 2. Vamos dia 19 de outubro e ficaremos ate 29… chegando por Madri. Pensei em Madri – 3 dias, Barcelona 3 ou 4 e os outros nao tenho ideia, pois tudo parece maravilhoso. A costa do sol adoraria conhecer, mas acho que sera melhor em outra viagem e no verao… o que vc segere? Pensamos que alugar um carro é essencial com as criancas. Adoramos parques e andar pela rua. Obrigada !!!

  11. Oi Clarissa, bom dia!!!
    Obrigada pelas informações!!! Resolvemos cortar Bilbao e fazer o roteiro básico. Gostaria que você me ajudasse com os roteiros, precisamos sair de Florianópolis dia 15 de dezembro, pois as férias da minha filha na Inglaterra serão de 15 de dezembro até 2 de janeiro. Pensei em ficar 15 dias na Espanha e depois ir para Londres, passar 5 dias. Você pode me ajudar na programação da Espanha? De onde pra onde? Como ir e quanto tempo em cada lugar!Embarcar de onde para Londres? Obrigado!!!!

  12. Oi, Allan. Olha, a primeira vez que fui à Espanha fui sozinha. É um ótimo país para ir sem companhia, bem tranquilo. Sem contar que a gente sempre acaba conhecendo alguém pelo caminho. Achei bom seu plano. Melhor mesmo ter uma base nas cidades maiores e fazer day trips para as menores. Eu costumo viajar entre países mais de avião, mas olha essa matéria que encontrei sobre os novos trens de alta velocidade entre Espanha e França. Veja se esta vista te agrada: 🙂 http://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2013/12/espanha-e-franca-ampliam-rotas-de-trem-de-alta-velocidade.html

    Abraços e aproveite.

  13. Boa Noite,
    primeiramente parabéns pelo site!!
    Eu tenho 20 noites, mas não tenho compania de viagem. será que vale a pena ir sozinho?
    nunca fui a espanha, mas já fui a Paris e gostei bastante, por isso penso em mesclar espanha e sul da frança.
    Tipo chegar em Madri ir de trem pra barcelona e trem pra Lyon, marselha e depois ir pra Paris, acho q um dia em madrid farei bate e volta de trem pra Toledo.

    enfim, estou pensando no q fazer, Granada, Toledo me interessam bastante..Sevilha tb…mas fico pensando se pra quem vai sozinho, não é melhor se fixar apenas em cidades grandes e se eu pegar estes destinos vou ter q cortar em outros.

    Gosto muito de viajar de trem…vc sabe se viajar de trem de barcelona pra frança se tem uma bela vista dos Pirineus?
    Parabéns pelo site,
    Allan

  14. Oi, Patrícia. Ainda é alta temporada e você vai encontrar preços altos certamente. Além disso, na minha opinião, agosto tem outro problema: muitos restaurantes e estabelecimentos ficam fechados, pois os empreendedores ibéricos em geral não estão muito aí para ganhar muito dinheiro e tiram férias bem na alta temporada. Mas, se você só tem esta época, vai fundo, melhor que nada, né? Se quiser fugir do calor, fique mais para o Norte. País Basco e Galícia são regiões mais frescas. Madri e Barcelona são quentes anyway, não tem muito como fugir, mas o pior mesmo é a Andaluzia. Em Sevilha a sensação térmica chega a mais de 40 graus. Se você não curte muito, melhor concentrar seu roteiro no Centro-Norte ou fugir para o litoral. Abraços!

  15. Ola…adorei seu blog.Pretendo viajar na segunda quinzena de agosto, você acha que ainda e tudo muito caro e muito calor.?

  16. Oi, Márcia. Acho que é tranquilo ir de BCN pra Bilbao, sim. Só acho que, para conhecer com calma e desfrutando, você deveria cortar as cidades do Sul (Sevilha, Granada) e concentrar-se só nas bases Madri, Barcelona e Bilbao. Saindo de Barcelona, acho que vale passar por Pamplona (ou Logroño, se você quiser visitar as vinícolas de La Rioja), Vitoria-Gasteiz e, sem dúvida, reservar no mínimo um dia todo e pelo menos uma noite pra San Sebastián/Donostia. Se vocês se animarem, podem até fazer um bate-volta para Biarritz, na França. Apesar de serem cidades de praia (vocês vão no inverno), San Sebastián e Biarritz são muito lindas e se come muito bem nas duas. Não são muito baratas, mas acho que vale ir, eu amei. Ou então, se quiserem fincar mais uma bandeirinha, irem a Andorra. Eu não fui, mas fiquei com vontade. O interior da Catalunha também é interessante no inverno, como a cidade de Lleida, famosa por sua produção de alimentos. Ainda na Catalunha (mas longe de Bilbao), rola o roteiro Dalí, que é mais legal no verão, mas que vale também no inverno, já que a principal atração são os museus mesmo. Espero ter ajudado. Boa viagem!

  17. Clarissa, boa noite!
    Preciso da sua ajuda! Pretendo ir para Espanha inicio de janeiro de 2015. Minha filha estará morando em Londres, então iremos visita-la. Pensamos em ficar 5 dias em Londres, já que lá é muito caro, e depois pegarmos um avião para Espanha, primeiro local Barcelona. Gostei do seu primeiro roteiro, porém quero conhecer Bilbao. Pensei em alugarmos um carro e fazer algumas cidades, mas queremos ficar no máximo 15 dias. Você acha que é tranquilo irmos de Barcelona até Bilbao? Que cidades do primeiro roteiro você faria junto com Bilbao? Somos um casal e duas filhas, 21 e 18 anos, não pretendemos gastar muito, queremos uma viagem mais econômica!!! Você pode nos ajudar com dicas? Obrigado! Márcia

  18. Patricia, setembro é um mês agradável para visitar tanto o sul quanto o norte. Sugiro você montar a partir do que mais gosta: gastronomia? praias? museus? Assim fica mais fácil de escolher as cidades acima. Lembrando que em setembro dá pra aproveitar mais as praias no sul do que no norte. Abraços!

  19. Estamos planejando ir p Espanha em setembro por 15 dias mas com duvidas de roteiro p Sul ou para o Norte! O que sugerem??

  20. Oi, Cristina. Eu não curto muito Zaragoza. Gosto mais de Valência, mas, lembre-se que estará frio, não será tão bacana quanto no verão. Porém, Valência é maior que Lleida, tem atrações culturais também, ou seja, entre essas três, eu escolheria Valência para fazer uma parada. No feriado de Natal muitas coisas fecham mesmo (aliás, fecham até 6 de janeiro, o grande feriadão deles), mas, nessas cidades grandes, sempre há algo aberto. Só recomendo reservar com antecedência as hospedagens. Agora, se é sua primeira vez na Espanha, eu acho um plano melhor fazer Barcelona, Granada e Madri, como você pensou (combinando trem + carro ou usando só trem mesmo) porque em Granada está Alhambra, que é imperdível e é até mais agradável de visitar no inverno. Gosto mais dessa segunda ideia sua, era o que eu faria. Só não deixe de comprar com antecedência os ingressos para Alhambra (e é necessário levar o mesmo cartão de crédito que você usou para retirá-los): http://www.alhambra.org.
    Abs!

  21. Clarissa,
    estou planejando uma viagem de 15 dias no fim de Dezembro para Espanha,com marido e dois filhos.O voo chega em Barcelona,e volto para SP por Madri. Gostaria de fazer o percurso de carro,parando para 2 noites ou em Zaragoza,ou em Valencia,ou em Lleida. Qual das tres voce recomenda? Sendo que essa parada vai pegar bem o feriado do Natal! Gostaria de sair de carro de Barcelona no dia 24,e seguir entao para Madri no dia 26. Sera que fecha tudo,por causa do Natal?
    Ou mudando tudo,seria melhor ir de trem direto de Barcelona para Granada e la sim posso pegar um carro e ir ate Madri.O que vc acha?
    Muito obrigada,Cristina

  22. Oi, Clarissa
    Muito obrigada pelas orientações. Um grande abraço, Ladyjane

  23. Patricia, não saberia te responder. As duas cidades têm muitas atrações culturais e noturnas no fim de semana. Eu passaria o fim de semana na que mais tivesse me interessado como um todo. Abs

  24. Obrigada Clarissa, vc me ajudou muito

    Mais uma perguntinha, é melhor passar o fim de semana em Madri ou em Barcelona? pq posso chegar por uma cidade ou pela outra.

  25. Oi, Patricia. Está legal essa distribuição, sim. Sobre as day trips, entre Aranjuez, Cuenca e Segovia, acho que vale mais ir para Segóvia, que além do aqueduto tem um alcázar lindo (reza lenda que ele inspirou a Disney na hora de criar o castelo da Cinderela) e é uma cidade com mais restaurantes do que essas outras. É famosa também pelo cochinillo, o leitãozinho. É um dos pratos mais típicos da Espanha e é a especialidade da cidade. Beijos!

  26. Obrigada Clarissa pela atenção.
    Então o que vc acha se dividirmos assim, chegaremos em Madri 11hs e sairemos de Barcelona 7hs: 3 e 1/2 dias e 4 noites em Madri (sendo um dia p/ day trip), dois dias inteiros, 1 noite em Valência e 3 dias inteiros c/ 4 noites em Barcelona? Li sobre os bate/volta e fiquei mais em dúvida ainda. Fiquei louca com os jardins de Aranjuez, com Cuenca e com Segóvia. Como gosto mais de passeios ao ar livre o que escolher?

  27. Oi, Patrícia. Olha, acho que uma noite em Valência já vale, deixe a outra pra Barcelona, que é uma cidade que merece no mínimo quatro noites. Toledo é a day trip favorita da maioria, mas eu sou apaixonada pelo aqueduto de Segóvia e pelas muralhas de Ávila. Dê uma olhada neste post para ajudar a decidir:http://asviajantes.com/viagem/madri-vale-a-pena-olhar-em-volta

    Beijos!

  28. Oi Clarissa,

    Amei tudo que vc escreveu, Parabens!!! Estou indo com o meu marido para a Espanha pela 1a vez, no final de setembro e ficaremos 9 ou 10 noites (não podemos ficar mais), ainda não compramos as passagens. Pensamos em 4 noites em Madri (onde chegaremos),sendo um dia em Toledo/Segóvia/Ávila???, 2 noites em Valencia e 3 noites em Barcelona, de onde retornaremos. Dúvida: Gostaríamos muito de conhecer Valência, o que é melhor: 1 noite (2 dias inteiros) ou 2 noites lá? Quantos dias inteiros e noites em Barcelona? Gostamos de Museu, mas amamos mais ainda passeios ao ar livre, praças, jardins. Então, nesse perfil qual cidade perto de Madri é mais indicada para bate e volta(Toledo, Ávila, Segóvia)? Obrigada

  29. Oi, Ladyjane. Olha, é friozinho mesmo, mas o frio é diferente nessas cidades. Em Valência e Granada estará um pouco mais frio, mas Sevilha é mais tranquilo. Madri é um mistério, pode estar mais intenso ou não. Em média, as temperaturas na Espanha nessa época ficam entre 5 e 12 graus, mais ou menos. Às vezes descem um pouco e neva, mas é raro, geralmente isso ocorre em janeiro. Para fazer turismo, dezembro é bom, mas longas caminhadas, para quem não está acostumado a frio, podem ser incômodas. Eu tiraria Valência desse roteiro. É uma cidade litorânea bonita, mas não tem tantos atrativos quanto Barcelona fora do verão, ou seja, eu dedicaria mais tempo à capital catalã, seguiria para Granada e Sevilha e terminaria em Madri, como você quer.

    Beijos!

  30. Oi, Clarisse. Estou planejando viajar para a Espanha no.. final de Dezembro, uns 12 a 15 dias.
    Gostaria de sair de Fortaleza para Barcelona, seguir para Valência, Granada e Sevilha. Concluir com Madri e arredores.
    A questão do frio nos preocupa.
    Como temo enfrentar frio intenso,gostaria de saber de vc se a temperatura nesse período é adequada a passeio ao ar livre, como longas caminhadas. Outra coisa, vc considera adequado a inclusão de Valência no roteiro?
    Agradeço demais sua atenção.
    Um abraço,
    Ladyjane

  31. Oi, Edson. Olha, sete dias é bem apertado, já que Madri exige uns três e Barcelona também, principalmente se você quiser conhecer as cidades ao redor delas (mais interessantes do que as que ficam no caminho entre as duas). Eu acho que aproveitaria para conhecer bem Madri (reservando um ou dois dias para day trips a Toledo ou Segóvia) e iria de trem ou avião a Barcelona, sem parar. Porém, se sua onda é viajar de carro, eu daria uma paradinha para comer em Sigüenza (há restaurantes em castelos lá), Zaragoza (que é uma cidade grande, com estrutura, mas não é tao interessante) e em Lleida. Mas, com eu disse, eu acho mais jogo curtir as duas cidades com calma. Abs!

  32. Ola Clarissa, eu e minha mulher em setembro estaremos fazendo nossa primeira viagem a Espanha, vamos ficar 7 dias. Chegaremos em Madrid dia 26/09 e nosso destino sera Barcelona pois em 03/10, seguiremos para Berlim. Nossa ideia e alugar um carro para fazer esse trajeto. Gostaria de uma dica sua para saber se alugar o carro seria a melhor opcao e quais lugares valeria a pena programarmos uma visita, ou qual seria o melhor roteiro tendo em vista que Barcelona sera o final da viagem pela Espanha.
    Desde ja agradeco pela atencao.
    Edson

  33. Oi, Vinicius, tudo bem? Olha, de cara digo que Zaragoza não é muuuito interessante, não, mas acredito que você queira fazer da cidade uma base, é isso?

    Aviso também que a costa da Catalunha começa a ficar mais bonita de Barcelona pra cima (fora do itinerário que você pensou), principalmente na Costa Brava (onde Girona pode ser uma base boa). A Costa Daurada, mais ao Sul (no caminho entre Valência e Barcelona), é meio mais ou menos (em parte porque uma linha de trem corta várias cidades de praia), apesar de Tarragona ser bem interessante (tem um anfiteatro romano à beira mar inesquecível). Ela vale uma parada sem dúvida. Sitges é bem badalada também, uma espécie de Búzios catalã muito conhecida pelo turismo gay (logo, é cool). Antes de chegar à Catalunha, você pode desbravar o interior de Aragão (comunidade autônoma da qual Zaragoza é a capital). Eu não conheço o interior dessa parte da Espanha, por isso recomendo dar uma olhada no site oficial da região (www.turismodearagon.com) para ver o que vale a pena visitar. Antes de ir para Aragão e antes de chegar à parte que litorânea que já citei da Catalunha (Tarragona, Sitges…), pode rolar uma parada em Benicàssim (ainda na comunidade valenciana), que é bem conhecida por seu festival de música rock e indie, o FIB (mas ele só rola em julho).
    Em junho começa a fazer calor, mas não é garantido pegar temperaturas muito altas (se fosse na Andaluzia, seria mais certo). Porém, acho que dá para aproveitar, sim.
    Sobre aluguel de carros, eu sempre vou nas majors mesmo, tipo a Hertz. Acho mais seguro. Reservando pela internet com antecedência, você consegue bons descontos.

    Abraços!

  34. Olá, Clarissa. Estou planejando uma viagem de 12 dias de carro pela Espanha em junho. Como já conheço Madrid e Barcelona, minha ideia inicial era sair da capital passando pelo interior e litoral leste, numa rota que, em princípio, teria Valencia, Barcelona e Zaragoza como principais paradas.

    Primeiramente, queria saber o q vc acha da ideia, considerando a temporada e tal. Se achar q pode haver roteiros mais atraentes, aceito sugestões. Dentro desse percurso, gostaria tb de indicação de outros locais que vc acharia interessante visitar, praias e/ou cidades q mereçam atenção, etc. Por fim, queria saber se vc recomenda alguma empresa de aluguel de carro em especial.

    Desde já, agradeço a disposição e a ajuda.

  35. Oi Maria da Glória, tudo bem?

    Não sei se você percebeu que esse post no qual você comentou traz justamente a sugestão de três roteiros pela Espanha. Caso seu perfil não se encaixe no básico, no praiano nem no gourmet, ainda temos esse outro post com um roteiro pela Andaluzia, uma ótima região daquele país: http://asviajantes.com/viagem/roteiro-de-carro-pela-andaluzia
    Acho que é o caso de você ler os textos com calma para entender quais são os destinos que combinam mais com você.

    Boa viagem
    Abraços
    Flávia

  36. Oi, descobri este site agora e por estar planejando uma viagem pela Espanha, de carro, por 20 dias e depois indo a Paris por 7 dias, gostaria,se pudesse me ajudar, fazer um roteiro de cidades espanholas.

  37. Oi, Erilmar. Pelo visto você quer ficar mais pelo norte e centro do país. Acho que você poderia começar por Santiago, descer a Salamanca, ficar lá pelo menos uma noite e em seguida estabelecer uma base em Madri. Eu ficaria lá uns cinco dias, assim daria para conhecer a cidade em três e nos outros dois você pode fazer day trips para Toledo e Ávila (uma a cada dia). E de Madri, terminaria a viagem em Barcelona. Eu pegaria trem em grande parte desse percurso aí, de Santiago a Salamanca e depois de Salamanca e Madri. E há muitos horários de trem para viajar de Madri a Toledo e de Madri a Ávila. Mas tentaria um voo low cost entre Madri e Barcelona. A primeira parte da viagem também pode ser feita de carro, mas, ao chegar a Madri, te aconselho a ficar a pé mesmo, porque os estacionamentos são caríssimos. Pesquise o que sai mais em conta nos sites de locadoras como Hertz, no site da Renfe (de trens) renfe.es e no Skyscanner para ver os voos. Sobre o que ver, no post acima há os links para essas cidades, com informações mais detalhadas das atrações. Abs!

  38. Vou para Portugal e Espanha em julho. Pretendo entrar na Espanha por Santiago de Compostela e de lá conhecer algumas cidades por 10 dias, qd voltarei ao Brasil por Madrid. Gostaria de uma sugestão de roteiro, o que ver, o transporte que irei utilizar etc. Vale a pena conhecer Salamanca antes de chegar em Madrid? Vi que a distância é longa pra ir de carro. Quero ir a Toledo, Ávila e Barcelona.

  39. Oi, Marina. Nos posts específicos dessas cidades (marcados no texto acima), você encontra dicas específicas. Ou vá ao menu de lugares e procure por elas. De Madri, por exemplo, há várias dicas. Obrigada e boa viagem!

  40. Clarissa,

    Adoreeeeeei vc ter me respondido! Muito obrigada!
    Bom, eu realmente já havia lido os post acima, e gostei muito do trecho básico da Espanha! Acho que é o ideal p nós que estamos indo pela 1 vez!
    Vou verificar via internet valores e a melhor forma de fazermos esses trechos ( carro, trem ou avião).
    Clarissa, se vc tiver alguma sugestão de um lugar especial, restaurante ou mesmo uma balada imperdível em Barcelona e nas outras cidades citadas no seu roteiro, por favor me escreva que iremos com certeza!!!
    Mais uma vez, muitíssimo obrigada pelo carinho em me responder!

    Um grande abraço,
    Marina Almeida.

  41. Olá, Marina.

    Primeiramente, seria bom você dar uma lida no post acima para escolher pelo menos algumas cidades que teria vontade de visitar. Porém, me parece que é sua primeira vez na Espanha, certo? Se for o caso, recomendo fazer esse roteiro Espanha Básica, que aparece logo no início do texto. Isso de você ter comprado só a passagem de ida pode encarecer sua viagem. Para voltar, você terá que embarcar em Madri ou Barcelona (às vezes, mesmo embarcando em BCN ou em outra cidade, é preciso fazer escala em Madri), que são as cidades hub da Espanha, ou seja, melhor ver qual das duas sai mais em conta. Dê uma pesquisada pelo http://www.skyscanner.com.

    Sobre transportes: trem não é exatamente barato na Espanha. Principalmente os AVEs (de alta velocidade) e ainda mais na alta temporada (julho e agosto), quando se esgotam rapidamente as tarifas promocionais. Para ver preços e horários, pesquise em http://www.renfe.es. Veja também as opções low cost de voos nos sites Skyscanner, Ryanair, Iberia, Easyjet e Vueling. Também pode sair mais em conta alugar um carro para os dez dias (eu alugo nessas grandes locadoras mesmo, como a Hertz). Ou seja, você precisaria pesquisar online essas três opções (trem, carro e avião) para ver que combinação sairia mais em conta nessa época, já que os preços oscilam muito (mas já te adianto que normalmente trem não vale a pena financeiramente e ônibus, apesar de ser barato, faz você perder muito tempo).

    Quanto às cidades, sugiro você tentar conhecer o máximo Barcelona nesses 3 dias e reservar mais um ou dois dias sem congresso. Em seguida, acho que você pode ir direto para a Andaluzia, ficando dois dias em Sevilha, dois em Granada. E um dia para Córdoba, que está no meio delas, se achar essa cidade interessante. Se quiser pegar uma praia, passe pelo menos uma noite em Cádiz. Nessa parte da viagem, acho uma boa alugar um carro para percorrer esses destinos com mais agilidade e liberdade. E terminaria a viagem em Madri, caso você volte para casa por lá, o que é mais provável. Madri precisa de pelo menos três dias, um a mais se quiser fazer uma day trip a Toledo, Segóvia ou Ávila. Ou seja, esse roteiro daria mais de dez dias, mas você pode cortar de acordo com o que interessar mais nessas cidades que citei.

    Abraço!

  42. Olá Clarissa,

    Bom, eu e meu marido estamos indo p Barcelona dia 26 de AGOSTO/2013. Vamos ter que ficar em Barcelona por 3 dias ( congresso) e de lá daremos início ao nosso tour pela Espanha, teremos mais dez dias de viagem.
    Gostaria de te pedir uma sugestão de seqüência de cidades que possamos conhecer, quantos dias em cada e como podemos nos deslocar de um local à outro, trem, avião, carro…
    Somos apaixonados em viagens onde possamos conhecer os hábitos locais, comida, baladas, tradiçãoes, história…
    Clarissa, só comprei a passagem de ida, estou pensando nesse itinerário para poder comprar a passagem de retorno!!!
    Muito obrigada se for possível me ajudar, um abraço ,

    Marina Almeida

  43. Oi, Silmario. Olha, fugir de chuva e calor é contraditório por lá, porque o verão é justamente a época de estiagem. Pessoalmente, eu prefiro correr o risco de pegar um pouco de chuva do que encarar o verão em Madri e Andaluzia, que é bem quente. Em junho e setembro faz calor, mas não é insuportável como em julho e agosto, meses que você deve evitar por serem alta temporada e muito abafados também. Se você não se importar com um pouco de frio, abril e maio também são agradáveis, mas há menos risco de chuvas em junho e setembro mesmo, meses que abrem e fecham o verão. Abraços.

  44. Clarissa, boa noite

    Pretendo fazer Espanha básica. Qual o melhor mês do ano? Pretendo fugir do calor e da chuva.

    Grato

  45. Oi, Janet, que bom que você curtiu. Olha, essa é uma área que eu não conheço ainda (turismo com filhos), hehe, mas, de cara, penso em passeios ao ar livre. O lance é que em janeiro estará bem frio, mas, se o tempo ajudar, acho que eles adorariam o Parc Güell, em Barcelona, e o Parque del Retiro, em Madri. Fui dar uma pesquisada para saber quais são as atrações legais para crianças nas duas cidades e nos arredores dela (acho que vale alugar um carro para passear em volta) e encontrei estes sites:

    – Barcelona: http://turisbarcelona.blogspot.com.br/2009/08/barcelona-para-ninos.html (este é bem legal, com atrações indoor e outdoor, day trips etc.) e http://www.coisasminhas.com/2011/11/barcelona-com-criancas-na-kidsin.html (é uma matéria sobre Barcelona para crianças). Esse eu adorei porque resume bem o primeiro link, já com os links para as atrações
    http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados/top-10-barcelona-os-melhores-lugares-para-ir-com-criancas/
    O CosmoCaixa, museu de ciência que aparece nesses links, é super super recomendado por ser divertido para pais e filhos.

    – Madri – http://www.esmadrid.com/es/ninos-madrid (do turismo oficial) e esse http://www.rosmarinoeoutrostemperos.com.br/?p=1205, com dicas que valem para pais e filhos. Porém, ela se engana ao dizer que Madri não tem zoológico. Tem sim, e é bem legal!

    O único que você tem que conferir é se essas atrações indoor estarão abertas em janeiro, já que é um mês meio paradão, com feriados longos (principalmente no início). Mas o zoológico de Madri, por exemplo, sei que fica aberto mesmo no inverno. Agora, o Parque Aquático estará fechado e talvez outros parques (Warner e Parque de Atracciones) também, teria que confirmar nos sites. O que acho legal de Madri é ir tranquilamente para os arredores, como Segóvia, Ávila e Toledo, onde eles verão castelos, muralhas (pode andar em cima delas em Ávila), atrações medievais. Veja as opções de day trip ao redor de Madri aqui: http://asviajantes.com/viagem/madri-vale-a-pena-olhar-em-volta

    Abraços e espero ter ajudado.

  46. Olá Clarissa,
    Adorei os seus posts! Estava justamente tentando definir quantos dias em Barcelona e Madrid e arredores. Agora já está respondido! Mas o que eu queria te perguntar é: vou em janeiro com as crianças. Queremos fazer uma viagem tranquila alugando um ap em Barcelona e um em Madrid e de lá fazer os roteiros. Não tenho pretenção de ver tudo, mas sim de fazer uma viagem curtida, visitando com calma os pontos altos de cada cidade e outras atrações que possam ser interessantes para as crianças (5 e 8 anos) que irão pela primeira vez à Europa! Dicas?!?!

  47. Valeu Clarissa, obrigado pelas dicas.

  48. Oi, Gedson. Eu começaria em Madri, com 4 dias (um deles para a day trip a Toledo). Iria de trem a Barcelona e ficaria mais 4 ou 5 dias só lá. Distribuiria o resto entre San Sebastián e La Rioja. De repente aí nessa parte valesse alugar um carro para você passear pelo País Basco, já que estará frio e você não vai curtir as praias de San Sebastián (que merece a visita anyway, mas pode ser mais curta de acordo com as condições climáticas que você encontrar). La Rioja merece ser explorada de carro também, você pode ter sua base em Logroño, a pequena capital da região, e passear pelas vinícolas. Uma famosa é a Marqués de Riscal http://www.marquesderiscal.com, por exemplo. O site http://www.riojadivino.com tem uma seleção bacana delas (bodegas, em espanhol). Eu sou louca pelo vinho Muga, então tentaria incluir essa vinícola no roteiro também. Lembre-se de reservar antes, são muito concorridas. Abraços e bons vinhos!

  49. Vou com minha esposa para Espanha em outubro. Ficarei 15noites. Gostaria de fazer Madri com Toledo, Barcelona e a parte norte que parece ser legal como San Sebastian e La Rioja(adoro vinhos). Sugere algum roteiro, dias em cada lugar e como posso ir para esses destinos( carro? trem?). Muito obrigado. Gedson.

  50. Oi, Isabel. San Sebastián é mais bonita, tem mais atrações e tem praias urbanas mais legais. Abraços

  51. Olá
    Santander ou San Sebastian, qual a cidade mais interessante? e as melhores praias?
    Obrigada

  52. Oi, Patrícia, passei direto por seu comentario, desculpa. Espero que ainda esteja em tempo. Já viu no site da Renfe (renfe.es)? Ele faz todas as conexões de cidades na Espanha, com ou sem troca de trem (Trenhotel, mais carinho). O melhor seria ir de avião mesmo, mas infelizmente também não achei nenhum direto na Iberia nem essa opção em nenhuma low cost. Não deve existir mesmo o trecho. Abs

  53. Oi, Clarissa!
    Como me desloca de Granada para Valência? Andei pesquisando e não consigo voo direto.
    E trem tb não!!

    Valeu!

  54. Oi, Andre. Olha, no blog tem tudo isso que você quer, inclusive um post que cita o estádio Santiago Brenabéu. Dê uma navegada pela lista de posts de Madri (http://asviajantes.com/pesquisa-google?cx=partner-pub-6253953347794080%3Ab7tihe-o20m&cof=FORID%3A10&ie=ISO-8859-1&q=Madri&sa=Vai)
    E Barcelona
    (http://asviajantes.com/pesquisa-google?cx=partner-pub-6253953347794080%3Ab7tihe-o20m&cof=FORID%3A10&ie=ISO-8859-1&q=Barcelona&sa=Vai&siteurl=http%3A%2F%2Fasviajantes.com%2Feuropa)

    No caso de Madri, nao deixe de olhar as páginas do início.

    Abs!

  55. Clarissaaaa, ayuda rsrs

    Boa tarde. meu nome é André, esterei indo a Espanha em Novembro, ficando de 15 a 30, tenho uma miga que mora em Segóvia, de inicio vou ficar na casa dela, aprox 3 ou 4 dias, em seguida gostaria de suas dicas, alem de museus, e restaurente, como bom amante do Futebol, gostaria que fosse incluso no roteiro alguma visita aos maravilhosos estádio, o que sugeres, entre madrid, barcelona, e alguma outra cidade, somos em um casal e uma menininha de 7 anos.

    Muito obrigado, pela atenção dispensada, adoro seus comentarios e dicas.

  56. Oi, Andrea. Acho que esse roteiro esta mais tranquilo. Talvez eu pusesse so mais um dia em Maiorca para relaxar. Vai fundo! Bj

  57. Oieeeee, adorei que me respondeu ! os seus posts são os melhores, estou fazendo um super guia …rsrsrs
    Entãooooo, depois de ler sua resposta , vou te pedir mais uma ajuda.
    Levando em consideração que eu nao sou muito fã de museus, não sou uma conhecedora nata da arte , qual destino vc me sugere ?
    Pq de qq forma, de sexta a domingo , ja vou ficar em Barcelona.
    E do dia 17 a 26 , terei as minhas férias.
    Então tinha pensado em ir de Barcelona para Maiorca, ficar lá 2 noites, seguir para Valência ( 2 noites ), Sevilha ( 2 noites ), Madri ( 2 noites ) e tentar bate e volta a Avila / Salamanca.
    o que achas ?
    eu gosto muito de monumentos ao ar livre, praia, não vou em busca de compras, e sim de conhecer os locais e comer bem …

    tks ,

  58. Oi, Andrea. Olha, tô achando meio corrido, principalmente porque a viagem para as Baleares não dá para fazer rapidinho. Em qualquer ilha você vai ter que alugar carro para se locomover, as distâncias são longas entre as praias legais. Então, sugiro ou focar em Barcelona, Valência e Baleares (escolha uma só delas, como Maiorca, por exemplo: http://asviajantes.com/viagem/maiorca-para-comecar-bem-o-verao-na-europa) e dar uma passada em Madri para ir embora. Ou então ficar só no continente mesmo. Se escolher ficar só no continente, acho que dá para ficar 4 dias em BCN, 2 em Valência, 3 dias em Madri, um em Ávila (pode ser day trip de Madri), um ou dois em Salamanca (é mais longe e vale dormir pelo menos uma noite). Oviedo ficaria meio fora de mão aí, acho que você teria que escolher entre essa cidade e Valência. Se você fizer questão de ir a alguma ilha, sugiro 4 dias em BCN, 2 em Valência e pelo menos 3 na ilha (menos não vale a pena) e terminar com 3 dias em Madri. Com um esforcinho, dá pra encaixar Ávila como day trip de Madri. Mas, sinceramente, acho que você vai ficar exausta com tanto vai e vem. Guarde um pouquinho de energia para uma próxima. A Espanha merece ser visitada mais de uma vez. Beijos e boa viagem!

  59. Clarissa, parabens pelos roteiros, consegui me localizar.
    mas preciso de mais ajuda ..rsrs
    vou a trabalho para Barcelona, e vou aproveitar e emendar com minhas férias.
    vou ter do dia 14/9 , depois das 14 horas , até o dia 26/9, voltando pro Brasil a noite.
    serão 12 noites, 13 dias …
    queria ir primeiro para Ilhas Baleares ( nao faço questao de Ibiza ) e de lá seguir pra Valencia ….
    e o resto eu nao sei .. rsrsrs
    pelo que li , queria muito conhecer Madri, Olviedo, Avila , Salamanca.
    nao sou aquela pessoa super fanatica por museus, curto muito praias, monumentos ao ar livre, comida e um pouco de balada.

    me ajuda ? será impossivel conhecer esses lugares nesses 13 dias ? rsrsrs

  60. Oi, Elisandra. Sim, você pode ir de trem pra Barcelona. Pesquise os horários e preços no site da Renfe (renfe.com). Abraços

  61. Ola…tudo bem? vamos ver se vcs poderam me ajudar…irei agora no dia 7 de abril visitar meu irmão q mora em san sebastian…minha primeira vez na europa…então como ele trabalha e não pode fazer os passeios junto…gostaria de saber se tem como sair de san sebastian de trem para ir ate barcelona??? como faço isso?? e se vcs tem algumas dicas para essa minha viagem ficarei la ate 23 de abril….aguardo ansiosa obrigada Elisandra

  62. Roberta, Barcelona está no nordeste, Madri mais pro centro, Toledo fica perto de Madri e Sevilha e Granada estão no sul. Logo, essa sequência está perfeita, pois você vai descendo. Se eu estivesse de carro, talvez eu fizesse Granada antes de Sevilha, mas não faz tanta diferença. Abs

  63. Boa tarde, Clarissa. Estou planejando o roteiro básico para a Espanha agora em abril. Estou em SP. Qual a sequência de cidades que faz mais sentido fazer?
    – SP – BARCELONA
    – BARCELONA – MADRID (Toledo)
    – TOLEDO – SEVILHA
    – SEVILHA – GRANADA

    Obrigada e parabéns pelo trabalho.

  64. Oi, Maria. No post, logo no início, falo dessas cidades que você quer incluir no seu roteiro. Como você vai ficar muitos dias sugiro alugar carro só se você quiser conhecer as cidades do caminho (a Andaluzia vale a pena ser percorrida de carro, veja no link http://asviajantes.com/viagem/roteiro-de-carro-pela-andaluzia) e em alguns momentos, não na viagem toda. O ideal é combinar carro e trem. Madri e Barcelona são cidades grandes, que dispensam o uso de carro, por terem um bom transporte público (e muito trânsito, estacionamentos caros etc.). Os arredores delas também valem a pena e há trens de curta distância ligando as principais atrações. Enfim, o lance é fazer as contas e ver o que vale mais a pena na época. Como é altíssima temporada, sugiro resolver isso cedo, para aproveitar as tarifas ainda baixas. Na http://www.renfe.es, empresa de trens da Espanha, você pode encontrar tarifas estrella ou web, que são as mais baratas. Mas acho que ainda não estão vendendo com tanta antecedência (se não me engano se vende com três meses no máximo, mas dê uma conferida). O avião também pode ser uma opção. A Ryanair, EasyJet e Vueling têm voos entre essas grandes cidades que às vezes saem baratíssimo, por menos de 50 euros. Abs.

  65. vou para santiago de compostela dia 22/12/2012 e retorno dia 5/01/2013. gostaria de um roteiro para ir até madri, barcelona sevilha. se de carro ou trem.

  66. Oi,
    Clarissa

    Obrigada pelas dicas e pela rápida resposta.
    Vou verificar as possibilidades.
    Suas dicas são ótimas!
    Ainda não consegui ler todas!!!
    Grande abraço,
    Raquel

  67. Oi, Raquel. Vamos lá: quatro dias para Madri está bom, mas se quiser ir a mais de uma cidade dos arredores (como Toledo e Segóvia) melhor reservar mais um dia. Barcelona com cinco ou seis dias está bacana. Por perto, os bate e volta mais comuns são a visita ao Mosteiro de Montserrat, Tarragona (cidade de praia que tem ruínas romanas lindas) e Sant Sadurni D’Anoia, que é onde estão as principais produtoras de cava, o espumante espanhol. Grudada na estação de Sant Sadurni está a fábrica da Freixenet, onde se pode fazer a visita guiada e provar o cava no fim. Na mesma cidade você pode visitar também a da marca Cordoniu. Se estivesse calor seria legal ir à praia de Sitges, muito fofa, mas em outubro não vai valer muito a pena. É tranquilo ir a jogo de futebol, bem mais tranquilo no Brasil. Mas seria bom você tentar comprar logo o ingresso pela internet (https://entrades.fcbarcelona.cat/web/es/entrades.html) porque são disputadíssimos. Só fui de carro para Valência, mas sei que o aeroporto tem metrô, o que já é uma vantagem. Normalmente eu prefiro trem, mas muitas vezes a gente consegue boas ofertas de passagens aéreas, vale comparar nos sites da Ryanair, Vueling, Easyjet e Iberia. Antes de comprar, dê uma conferida nas passagens de trem. Aconselho a buscar o mais rápido possível em qualquer dos casos. No site renfe.es quanto antes você comprar, mais barato sai a passagem de trem. Procure pela tarifa web. E não vá de classe turista em viagens longas, é bem sofrido. Beijos

  68. Olá Clarissa,

    Adorei o site! O tópico day trip coube direitinho no eu estava procurando. Vou para Espanha sozinha e vou ficar 13 dias em outubro. Ainda não resolvi exatamente o que fazer. Estava pensando em 04 dias em Madrid e arredores. Depois queria ir para Barcelona, seriam 08 dias. Você acha muito? Quais lugares nos arredores de Barcelona é possível conhecer? Sou fã de futebol e nunca tive coragem de assistir um jogo no Brasil. Queria assistir uma partida do Barça! É perigoso? Vou estar sozinha! Se eu seguir seu roteiro básico qual a melhor opção para ir a Valência, trem ou avião?
    Muitas perguntas…. Agradeço se puder me ajudar! Beijos

  69. Oi, Ignez. Olha, em Palma eu gostei muito do Hotel Horizonte, que não fica no centro, mas fica em uma área residencial ótima, com lugar para estacionar em frente, vista linda e perto da saída da cidade, ou seja, ideal para quem está de carro. Não dormi nas outras ilhas, mas recomendo olhar no http://www.booking.com/index.pt.html?aid=335647. Este site é ótimo para encontrar alojamento. O Horizonte também está nele. Em Ibiza, ficar na Playa del Bossa é bem estratégico (perto do aeroporto, com comércio e movimento) e em Menorca acho bacana ficar em Maó mesmo. Em Formentera não sei te dizer, mas é uma ilha pequena, não tem muito como errar.
    Bjs

  70. Obrigada pelo seu retorno. Decidimos seguir seu conselho e vamos ficar 3 nts em cada. Vc poderia sugerir acomodação ou pelo menos onde é melhor ficar em cada uma das ilhas, p/melhor locomoção?

  71. Oi, Ignez.

    Sim, acho que vale a pena ir às Baleares, sim. De Valência é bem perto. O lance é que para ir a Ibiza e Menorca saindo de Maiorca não é tão simples quanto conhecer as ilhas de Angra, por exemplo. Ou seja, você tem que guardar no mínimo uma semana para conhecer bem. E, mesmo assim, pode ficar corrido, pois em todas vocês precisarão alugar carros, andar para cima e para baixo em busca das praias mais bonitas e dormir pelo menos uma noite (a day trip não vale a pena) ou até duas em cada ilha. Afinal, o bom de estar numa ilha é relaxar, né? Não combina com correria. Há uma companhia de barco, a Transmediterránea (www.trasmediterranea.es) que faz esses trajetos (inclusive saindo de Valência), mas eu sempre acho melhor tentar um voo (tanto saindo de Valência quanto entre as ilhas) pois os preços do barco são altos, ainda mais em agosto, que é altíssima temporada. Dê uma olhada nos preços das companhias aéreas (você pode rastrear os melhores no http://www.trabber.es, que busca em várias companhias). Uma outra opção é escolher só uma ilha e passar uns três ou quatro dias, mais tranquilamente. Maiorca é a com mais infraestrutura e tem dezenas de praias. Ibiza não sei se vocês vão gostar muito nessa época, porque se enche de universitários de toda a Europa, que fazem muita zona, bebem muito e lotam tudo pela ilha. E Menorca é mais tranquilinha, mas também tem muita estrutura. Formentera é a mais tranquila de todas, pequena e relaxante. Veja o site oficial de turismo da região para tirar as dúvidas sobre cada uma: http://www.illesbalears.es. Dá uma pequisada nesses sites que passei e me conta depois o que vocês preferem. Bjs

  72. Parabéns Clarissa! Mto bom seus comentários. Em final de agosto estou indo c/3 amigas(cinquentonas)p/Espanha e vamos direto p/Valência e então alugamos um carro p/fazermos o litoral até Cádiz onde subiremos por Jerez de la Fronteira p/fazermos Andaluzia, devolvemos o carro em Córdoba e vamos de trem até Madri onde finalizamos a viagem.
    Gostaria de incluir a ilhas baleares antes de decermos de Valência. O q vc acha? Posso ficar em Maiorca e de lá ir p/Ibiza e Menorca, vale a pena? O tempo previsto é de 3 semanas mas ñ é rígido pode ser dilatado se necessário. Aguardo sua sugestões.

  73. Oi Clarissa, muito obrigada pela resposta. Valeu!

  74. Oi, Cláudia.

    Olha, depende muito. Aviões valem a pena quando você consegue boas promoções nas companhias low cost (Ryanair, Vueling, Easy Jet) ou até na Iberia (fique de olho porque ela vira e mexe baixa muito os preços). Eu gosto de trem porque normalmente as estações são mais cêntricas que os aeroportos e você não gasta com transporte (ou gasta pouco) até seu hotel ou hostel. É preciso levar isso em conta, porque às vezes o que você gasta saindo do aeroporto não compensa a passagem aérea barata. A opção mais econômica mesmo é ônibus, mas também a mais cansativa porque para aproveitar o finde você tem que viajar sexta à noite. Os trens, se comprados com antecedência no site da Renfe, podem sair bem baratos. Tem que procurar a Tarifa Web ou a Tarifa Estrela. Mas é preciso comprar pelo menos um mês antes. Bjs

  75. Olá Clarissa,

    Tenho “viajado” muito no site de vocês e estou adorando todas as dicas e matérias. Parabéns!
    Vou passar um tempo em Madrid (4 meses estudando, de julho à outubro/11) e gostaria muito de conhecer TODA a Espanha. Mas…só terei os finais de semana. Que sugestões você me daria para otimizar melhor estes finais de semana? Qual a forma mais econômica: ônibus, carro, trem ou avião?
    Muito obrigada, Cláudia.

  76. Bien bien!!!!!!en Galicia se come bien y tambien se puede ir a la playa, me gusta

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>