• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

10 erros que podem atrapalhar sua viagem

Engana-se quem pensa que erros só acontecem ao viajante de primeira viagem. Claro que a falta de experiência propicia alguns enganos clássicos, mas às vezes escapa-se de imprevistos por acaso. Até o dia em que eles se cruzam com seu itinerário e – pronto – aí está você, de mala na mão, precisando resolver um pepino. Como Viajantes que também já se viram resolvendo intempéries em viagens, listamos algumas das mais comuns para ajudar você a escapar. Confira.

Mala

Mala pesada demais não dá

1 – Levar uma mala que você mal consegue carregar. Está certo que isso é um erro que mais aflige mulheres, mas não dar conta de sua própria bagagem vai te deixar mais impaciente, cansado e suscetível a brigas com seus parceiros. Se sua viagem tem muitas paradas, faça um esforço extra para deixar sua mala mais leve. E tente evitar destinos com temperaturas muito díspares num mesmo itinerário, como praia e estação de esqui – isso só vai aumentar o peso da sua bagagem. A gente já fez um post sobre como arrumar malas. Talvez ajude.

2 – Planejar um itinerário ambicioso demais. Acredite, a volta ao mundo em 80 dias de Julio Verne deve ter sido um tanto frustrante. Simplesmente porque há cidades em que apenas dois dias não são suficientes para se desfrutar tudo o que elas têm a oferecer. E porque pular de aeroporto em aeroporto (ou rodoviária ou estação de trem) demanda tempo e paciência para check ins e check outs. Além disso, aproveitar pouco o muito que um lugar tem a oferecer só vai te dar mais vontade de voltar. Resista à tentação de programar 20 países para 20 dias. Outras oportunidades de viajar surgirão.

3 – Apertar demais o orçamento. Pior do que encurtar a viagem por questões orçamentárias é passar o tempo contando centavos. Diz a máxima dos viajantes: ‘quem converte não se diverte’, mas se diverte menos ainda quem precisa passar os dias à base de junk food ou dormindo a contragosto em hotéis baratos só porque fez um cálculo errado. Isso não quer dizer que você não possa ser um mochileiro roots, daqueles que se vira bem com 50 dólares por dia. Mas se esse não for o seu caso, vai ser mais confortável reduzir o tempo da viagem. E nem pense em estourar seu cartão de crédito fazendo compras ou compensando o cálculo errado. Um imprevisto de verdade pode surgir e você precisa ter como se cobrir.

4 – Não se informar sobre festas e feriados. Datas especiais podem duplicar o custo da sua viagem, dificultar sua chegada ou saída, obrigá-lo a se hospedar num local muito aquém do que você gostaria ou simplesmente impossibilitar que você encontre hospedagem. Isso vale para feriados nacionais, festas regionais ou eventos ocasionais, como um festival de música um grande acontecimento esportivo.

Ter referências de hospedagem é um acerto

5 – Chegar à noite nas cidades. É isso que pode fazer aquele voo low cost que você encontrou super em conta acabar se tornando uma roubada pelo simples fato de que, chegando de madrugada, você terá que desembolsar uma boa grana no táxi para chegar ao seu destino final. Aí, adeus economia… Sem contar que alguns hotéis e albergues mais econômicos não recebem hóspedes a qualquer hora.

6 – Não ter referências de hospedagem. Isso vale tanto para quem prefere procurar algo na chegada quanto para quem gosta de ter tudo reservado. Dar uma checada na internet em busca de referências vai diminuir os riscos de você se sentir enganado pelas fotos incríveis daqueles quatro estrelas que na verdade é uma pensão e também vai te ajudar a procurar hospedagem numa região que tenha a sua vibe e combine com suas pretensões econômicas, poupando tempo. Sites como Tripadvisor e Booking.com são ótimos para buscar referências.

7 – Fechar passeios de casa. Nada como bater perna para encontrar as melhores ofertas de passeios e nada como o seu hotel para indicar uma agência confiável que tenha preços dignos. Por isso, resista à tentação de sair de casa com seu pacote fechadinho. Se seu itinerário não te permitir ‘perder tempo’ buscando um passeio, peça referências no seu hotel, mas já no seu local de destino. Certamente será mais barato e com menores chances de ser uma roubada.

8 – Não checar as temperaturas locais. Conferir sites como Weather Channel ou Climatempo é indicado antes de começar a planejar a viagem e também  alguns dias antes de embarcar, quando você começar a arrumar a mala. Não custa conferir se aquela praia paradisíaca no Mediterrâneo tem dias quentes e ensolarados em abril ou conferir quais são as épocas de chuvas no Nordeste brasileiro. Ver suas férias irem literalmente por água abaixo não vai ser nada divertido. Como também não vai ser nada legal ser surpreendido por temperaturas abaixo de zero se você contava apenas com um friozinho ameno…

Caracóis

Ousadias gastronômicas podem ser um risco

9 – Fazer muitas experimentações gastronômicas. Pior do que não provar aquela irresistível iguaria local é perder dias de viagem passando mal por conta de um prato que não caiu bem. Mas isso não vale só para ousadias culinárias. Em cidades menores de montanha, por exemplo, evite os pescados. Quando não tiver certeza da procedência ou da conservação, fuja de comidas cruas. Isso vale também para as saladas.

10 – Criar caso com seu(s) companheiro(s). Viagens são momentos de prazer mas também são suscetíveis a intempéries. Um hotel que não era o imaginado, uma mala mais pesada, um voo que atrasa, um restaurante que não é bom, uma fila inacreditável para aquela atração imperdível e mais: não são poucos os motivos que possam levar a uma pequena discussão ou a uma briga de verdade. Uma maneira racional de evitá-las é fazer acordos antes de sair de casa e o modo mais eficaz costuma ser simplesmente permitir-se desgarrar do seu par para cada um fazer o que quer por um tempo.

No mais, boa viagem. Siga As Viajantes no Twitter. E volte sempre!

Versão deste post para impressão.

Personal Trip

About the Author

Flávia tem viagens planejadas para os próximos cinco anos, pelo menos. Só tem um porém: todas precisam de uma parada em Paris.

3 Respostas para “ 10 erros que podem atrapalhar sua viagem ”

  1. Flávia boas dicas…Em relação a “brigar” com os companheiros de viagem, acho que é difícil brigar com uma mochileira bonita como você!!!

  2. Gostei das dicas. Eu tb sempre tento fazer textos informativos como este para ajudar os leitores. Valeu!

  3. Adorei o texto!
    Show

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>