• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Florianópolis: praias para todos os gostos ao sul do Brasil

lagoa da conceição

Lagoa da Conceição vista do alto

Uma das cidades com o litoral mais variado do Brasil, Florianópolis tem praias para agradar de famílias com crianças a surfistas em busca de um mar mais selvagem. De colonização portuguesa, a capital de Santa Catarina se divide entre continente e ilha mas se é de férias que você vai para lá, não tenha dúvidas: é na ilha que você deve ficar.

A ilha de Florianópolis se divide basicamente entre as praias do sul e as praias do norte, com a famosa Lagoa da Conceição no meio. Ter um carro para se deslocar com mais tranquilidade entre os dois trechos da ilha é recomendadíssimo na baixa temporada. Já na alta, além do carro, é preciso paciência para o trânsito intenso.

A Lagoa da Conceição é a região que concentra o agito da ilha de Floripa. É por ali que fica a maior parte do comércio, dos bares e restaurantes e das boates da região. No sul ficam as praias mais agitadas – como Pântano do Sul e Armação -, além da belíssima Ilha do Campeche. Já no norte as águas são mais tranquilas, e é por ali que ficam a badaladíssima Jurerê Internacional e Ingleses.

No meio do caminho entre o norte e o sul da ilha, pertinho da Lagoa, ficam duas praias famosas por serem points de surf: a Mole e a Joaquina. A primeira tem quiosques com certa infra-estrutura de comida, banheiros e não é raro ver jovens tomando champanhe à beira-mar. Já a segunda é conhecida também pelas dunas perfeitas para a prática de sandboard. Para quem está a pé na ilha, as localizações de ambas também permitem deslocamentos mais fáceis até a Lagoa.

Em Floripa, dê uma esticada até a Praia do Rosa. Veja as dicas aqui

praia da joaquina

Point de sandboard na joaquina

Em termos gastronômicos, como é de se esperar de uma ilha, o forte de Floripa são os frutos do mar. As ostras fresquíssimas cultivadas em cativeiro já ficaram famosas Brasil afora e também rendem fila na porta de muito restaurante, como o Ostradamus. Outro ícone da cozinha local é a sequência de camarão. Trata-se de uma série de pratos com o crustáceo preparado de diversas formas – à milanesa, no bafo, ao alho e óleo, com peixe… – servidos um atrás do outro sem que você tenha muito tempo para pensar. Há quem ache exagero, há quem ache brega, mas eu acho que numa primeira vez na ilha, vale provar. Na Lagoa da Conceição são muitas as opções para escolher.

A colonização portuguesa em Floripa deixou sua marca em duas regiões que mais parecem vilarejos: Ribeirão da Ilha, ao sul, e Santo Antonio de Lisboa, ao norte. Em Ribeirão, a graça é comer ostras nos deques de restaurantes ou apreciando as águas. Em Santo Antonio, o clima colonial se nota pela fachada das casas e o agito também se concentra na beira da praia, onde o mar é calmo como numa lagoa. Ver o por-do-sol na areia ou no deque de um dos restaurantes é um programão.

Do ladinho de Floripa, Guarda do Embaú é o lugar de quem procura tranquilidade à beira-mar

santo antonio de lisboa

Igrejinha em Santo Antônio de Lisboa

Como muitas vezes o viajante brasileiro relaciona viagem de férias às praias do Nordeste, cabem alguns alertas para quem está planejando uma passagem por Floripa:

. Pela posição geográfica, a cidade não oferece sol o ano inteiro. Não apenas o inverno é rigoroso, como chove um bocado no verão e o clima pode parecer ainda frio na meia-estação (transição do inverno para a primavera e do verão para o outono).

. Como Floripa é a capital brasileira com a renda per capita mais alta do país, os preços estão longe de ser uma pechincha. Os hotéis são mais caros do que no Nordeste, por exemplo, e os restaurantes, idem. O serviço, infelizmente, não acompanha a alta dos preços.

. Se você você faz questão de comer em lugares mais sofisticados, fuja da Lagoa da Conceição. Ali o clima é mais descontraído e muitos bares são no esquema ‘mesa-e-cadeira-de-plástico’. Quem busca jantar num lugar charmoso, especialmente, vai ficar frustrado ali na região.

. Apesar de ser uma região de praia num clima bem descontraído, o dress code dos lugares mais legais de Floripa vai bem além do vestidinho com chinelo.

Personal Trip

About the Author

Flávia tem viagens planejadas para os próximos cinco anos, pelo menos. Só tem um porém: todas precisam de uma parada em Paris.

3 Respostas para “ Florianópolis: praias para todos os gostos ao sul do Brasil ”

  1. Oi Eduardo, não conhecemos esse hotel. Recomendo que você busque informações no Booking.com ou no Trip Advisor, em resenhas de outros viajantes.
    Boa viagem.
    Abraços
    Flávia

  2. aLGUEM JÁ SE HoSPEDOU NESTE HOTEL DONZEPE? http://WWW.DONZEPEHOTEL.COM.BR ? SABE SE É BOM? Recebi indicações boas, mas não sei….

  3. Ótimo lugar para conhecer. O post tá bem explicativo. Parabéns. Também estou recomendando no meu blog.

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>