• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Paraty: uma lista de restaurantes para amar e odiar

sabores tailandeses no Thai Paraty

Pelo terceiro ano consecutivo estive na Flip, a Feira Literária Internacional de Paraty. Pelo terceiro ano, volto cheia de ideias, alguns livros na mala e aquele sentimento de passou muito rápido. E pelo terceiro ano, penso que Paraty é uma das cidades mais bonitas do Rio de Janeiro, porém, ainda tem muito que melhorar em termos de estrutura.

Leia também: Paraty, uma viagem ao Brasil colonial

Segundo os organizadores, a Tenda dos Autores da Flip 2014 – sala onde acontecem as principais mesas – teve público de 16.806 espectadores, sem contar as centenas (ou seriam milhares?) de pessoas que transitaram pelos telões. E com tanta gente circulando pela cidade, a hora do almoço se tornava sempre um pequeno caos…

Margarida Café: cozinha competente e bom atendimento

Margarida Café: cozinha competente e bom atendimento

Além de lindíssima, charmosa e colorida, Paraty tem restaurantes maravilhosos. Mas parece que há uma pane generalizada durante um evento do porte da Flip. Depois de três anos experimentando novos sabores e voltando aos já conhecidos, acertando e errando nas escolhas, resolvi dividir com vocês as minhas impressões. A lista de opções de bares, restaurantes e bistrôs na cidade é extensa e as furadas também. 😉

Thai Paraty – Restaurante de culinária tailandesa. Comida saborosa, decoração simpática, funcionários idem, e preço honesto. É uma ótima opção para o jantar, ainda mais em dias de Flip, já que ele fica bem pertinho do local onde normalmente é instalada a Tenda dos Autores. Os drinks também são gostosos.

Café do Canal – Fora do burburinho do centro histórico, esse restaurante é uma excelente pedida para quem busca um pouco de sossego quando a cidade está cheia. Ele fica no Caborê, bem em frente ao rio. O cardápio é diversificado, agradando a todos os gostos. Serve café da manhã e, à noite, tem rodízio de pizza. Achei os preços um pouco salgados, mas a tranquilidade compensa.

Quer saber mais sobre a Flip? Clique aqui: Eu já… fui à Flip

Pizzaria da Cidade – Como o próprio nome anuncia, é “A” pizzaria da cidade. É onde todo mundo se encontra, seja morador de Paraty ou turista. E como toda pizzaria, é cheia, o salão é aquela barulheira etc. Por outro lado, o ambiente é agradável e a comida, deliciosa. Fui lá num grupo grande e conseguimos experimentar vários sabores, todos muito bem feitos.

Margarida Café – Com salão amplo e bem decorado, ele atrai o povo mais “phyno” da Flip. Dá pra entender. Além de pratos saborosos e ambiente agradável, o atendimento é eficiente. Mais uma vantagem: em tempos de correria gerada pela Flip, o cardápio executivo de almoço, com duas opções de prato, funciona muito bem pois agiliza a chegada dos pedidos. Ah, apesar do salão grande, prepare-se para a fila.

Creperie Farandole – Ir a Paraty é ter a certeza de que um dia, pelo menos, você comerá um crepe francês. A Farandole fica numa transversal à Rua do Comércio, um pouco fora do burburinho. O cardápio traz opções dos mais tradicionais sabores franceses às misturebas que os brasileiros costumam fazer…  Ótimo para uma refeição mais leve no jantar. As mesinhas coloridas do segundo andar são uma lindeza à parte.

Fora do centro histórico, o Café do Canal é boa opção

Fora do centro histórico, o Café do Canal é boa opção

Restaurante Santa Rita – Tive uma primeira experiência razoável, em 2012. Os pedidos demoraram um bocado, mas nada muito diferente dos outros. Acabamos lá novamente para um almoço em 2014. Para nunca mais voltar. Foi um verdadeiro caos: atendimento demorado e completamente perdido, pedidos errados e prato sem nenhum tempero. Para coroar: a garçonete nos destratou quando percebeu que não pagaríamos os 10%. Fujam.

Mais: Trindade: tranquilidade perto do agito de Paraty

Celeiro Armazém Tropical – Restaurante e delicatessen natural e orgânica. Uma amiga almoçou lá um dia e gamou. Infelizmente, não tive a mesma sorte de conseguir mesa. Quando tentei parar lá pra comer já estava lotado (é pequenino) e o garçom sequer nos olhou… Mas fiquei curiosa, acho que vale a investida.

 

Personal Trip

About the Author

Pelo Brasil ou exterior. Sozinha ou acompanhada. O negócio é botar o pé na estrada. Tem coisa melhor?

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>