• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Niterói: gastronomia do outro lado da Baía de Guanabara

O Bistrô Mac funciona dentro do museu

Quando escrevi o post sobre Niterói sabia que não estava fazendo juz à parte gastronômica da cidade. Aí, incentivada – e quase obrigada pela Cla -, resolvi dedicar esse post a um passeio gastronômico pela cidade.

Se o programa for feito num dia de domingo, minha primeira dica é tomar café da manhã no Bistrô do MAC (Museu de Arte Contemporânea), obra de arte do Niemeyer, de frente pra Baía de Guanabara. Lá, só aos domingos, eles fazem um esquema de bufê, que você come à vontade, com uma linda vista e rodeado de artes.

Mas se for em qualquer outro dia da semana, minha primeira dica é a mais roots e a mais única na cidade: Mercado de São Pedro. É um mercadão de peixe. No andar de baixo, bancas de temperos e, claro, frutos do mar dos mais diversos. No andar de cima, você come tudo o que vê nas bancadas inferiores e pode, inclusive, mandar fazer o seu prato com sua própria compra. Preço honesto, qualidade garantida e experiência gastronômica que valem atravessar a ponte.

Bolinhos e o chope são o hit do Caneco (Foto: O Fluminense)

Uma vez do outro lado da baía, o Caneco Gelado do Mário, no Centro, é um clássico de bolinho de bacalhau e chope, como o nome diz, gelado. Pra quem quer curtir o visual, o quiosque Cheiro de Mar, que fica uma ruazinha sem saída na Praia da Boa Viagem, oferece uma vista incrível pro Rio e sanduíches diversos. O hambúrguer de frango é feito na casa, com a ave desfiadinha. Delícia!

BIFE DO TAMANHO DE UMA PIZZA –
Seguindo pela orla, você chega a Icaraí, coração da Zona Sul do município. Logo no início do bairro, na primeira rua, o Gruta di Capri tem um bife à parmegiana que eu chamo de estupro gastronômico. Sério, gente, o bife vem do tamanho de uma pizza. Você come até se acabar. A coisa é tão séria, que quando você pede em domicílio, ela vem numa quentinha redonda. hehe. Do outro lado da rua, o Chalé é um boteco das antigas, recém-reformado, e ficou com cara daqueles botequins pé-limpos da atualidade.

Ainda na Rua Miguel de Frias, o Ícaro mostra que gastronomia a quilo também pode ter um diferencial, que vão de costela com molho barbacue a ostras. O bairro tem ainda as massas bem pensadas da Trattoria Torna, do seu filhote Torninha, e do Da Carmine, além do japa Gendai.

A Família Palludo é um dos mais tradicionais restaurantes da cidade

Andando mais um pouco, o visitante chega ao bairro de São Francisco. Reduto da boemia de Nikiti, a orla tem vários barzinhos e restaurantes. A tradicional Família Palludo, dissidência do Porcão e donos também do Ícaro que citei aí em cima, tem dois restaurantes na área, com um quilo bacana, mas sempre com fila na porta. É um clássico niteroiense.

RISOTO COM 1KG DE CAMARÃO – Mas se você tiver tempo e disposição para conhecer a cidade mais a fundo, siga até a região oceânica, pegue uma prainha e, depois, aposte suas fichas em almoços deliciosos no Seu Antônio, em Piratininga, que, além de pratos da culinária portuguesa, tem um risoto com 1 kg de camarão que é um espetáculo.

De frente pro mar, o Maria da Praia também tem pratos acima da média de um bom restaurante, com uma cozinha bem elaborada e ambiente delicioso. É, acho que já tô quase uma niteroiense…

* Versão para impressão, clique aqui

* Siga As Viajantes no Twitter


Personal Trip

About the Author

De moto, barco, carro, avião, trem ou ônibus, para Alícia o importante é viajar, conhecer lugares novos, sem deixar de desbravar o Brasil.

2 Respostas para “ Niterói: gastronomia do outro lado da Baía de Guanabara ”

  1. Adoooro quando encontro publicações sobre a gastronomia de Niterói, minha cidade sorriso e querida!!!
    É muito pequeno o espaço que os jornais dão para a gastronomia de Nikiti. Obrigada pelo post!

    Vale muito a pena conhecer o Bistrô Mac, um visual incrível, clima maravilhoso e comida muito boa. Cheiro de Mar é perfeito pra um final de tarde com amigos e chope. O grupo Paludo é excelente. Na minha opinião o Queen Pizza tem a melhor pizza da cidade. Outro programa bacana é conhecer o bar e restaurante BelleVille, em Charitas, com cardápio diversificado, cenário lindo e aos domingo rola sempre um baile de dança de salão.

  2. Adorei! Quero ir a esses lugares contigo quando estiver aí. Bjs

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>