• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

Olinda, salve o teu carnaval

“Olinda! quero cantar a ti essa canção
Teus coqueirais, o teu sol, o teu mar
Faz vibrar meu coração, de amor a sonhar
Em Olinda sem igual
Salve o teu Carnaval!”

Ladeira cheia

Quem já passou o carnaval subindo e descendo as ladeiras de Olinda dificilmente não se arrepia ao ouvir o Hino do Elefante. Gravada em 1952, a troça é a canção mais tocada durante os quatro dias de folia e, de longe, é a que mais tem a cara da festa. Prestando atenção na letra completa fica fácil entender porque o carnaval de Olinda é tão especial. Esqueça axé music e samba, na folia pernambucana você só ouve frevo, maracatu, caboclinho e outros ritmos locais. E é justamente isso que faz o carnaval de lá ser tão apaixonante.

BLOCOS O DIA INTEIRO

A abertura oficial do carnaval pernambucano é o Galo da Madrugada, que arrasta mais de um milhão de pessoas (dizem que em 2009 foram dois milhões) pelas ruelas do bairro de São José, no Centro de Recife, sábado de manhã. O trajeto é enorme, as ruas são estreitas e todas muito cheias, então, chegue muito cedo (por volta das 7h ou até antes) e acompanhar só a saída dele. Ou, se você conseguir, comprar entrada para um dos camarotes – em alguns casos, por um preço único você paga o ingresso e a bebida. É bom tomar cuidado pois, como em toda grande concentração de pessoas, os assaltos são frequentes.

Em Olinda, a festa começa cedo todos os dias – há blocos que saem às 8h. Se você não tem um roteiro pré- estabelecido, escolha uma rua (aconselho que não seja nenhuma das principais) e fique por ali ‘vendo a banda passar’. Literalmente, já que são inúmeros pequenos blocos e troças que circulam pelas ladeiras o dia inteiro.

Desfile dos bonecões

Entre os blocos mais famosos estão o Eu acho é pouco, que desfila seu dragão vermelho e amarelo no sábado à tarde (e na segunda-feira em Recife) e o Enquanto isso na Sala de Justiça, que reúne no alto da Sé uma horda de foliões vestidos de super-herois no domingo de manhã. Os dois desfiles são imperdíveis! Na terça-feira, vale enfrentar o calor para ver todos os famosos bonecos de Olinda desfilarem juntos pelas ruas.

A FESTA CONTINUA NO RECIFE ANTIGO

Se a folia de dia se concentra em Olinda, à noite a programação continua no Recife Antigo. A arquitetura daquela região da cidade é uma atração à parte no meio da cores e brilhos dos maracatus e caboclinhos que desfilam sem parar pelas ruas. É lá também que se espalham os pólos culturais, com programações bastante diversificadas. O Pólo Mangue, na Av. Cais da Alfândega, é o ponto de encontro da programação alternativa no Recbeat, com rock e música eletrônica (aqui você confere a localização dos palcos, mas as atrações ainda não estão atualizadas). Um dos momentos mais emocionantes da festa em Recife é a Noite dos Tambores Silenciosos, que acontece na meia-noite de segunda-feira, no Pátio do Terço.

FANTASIA, ITEM OBRIGATÓRIO

Quem gosta mesmo de carnaval sabe: se fantasiar faz parte do espírito. E em Pernambuco, vestir fantasia é regra básica. Nem o calor desanima os foliões, principalmente as mulheres, que investem pesado na produção. É um mar de saias de filó, paetês, brilhos, meias arrastão etc. E digo que faz toda a diferença! Parace que toda a cidade está em ritmo de carnaval. Se você não tem uma fantasia pronta, improvise com brilhos, paetês, fitas coloridas, o que vale é estar confortável e cheio(a) de cores! Ah sim, nunca esqueça do protetor solar.

Chegando no Recife Antigo, ainda vazio

COMER, COMER

A tentação é grande e o calor também, então, tente não exagerar naquelas gostosuras típicas do nordeste, como tapioca, carne de sol e caldinhos. É difícil acompanhar o ritmo intenso de blocos e ainda se alimentar direito, mas é bom tentar fazer pelo menos uma refeição decente durante o dia para aguentar a maratona. Só não deixe de comer uma tapioca no alto da Sé (na verdade, uma dica para o ano intediro). No Recife Antigo há várias opções de bares e até uma praça de alimentação montada especialmente durante o carnaval.

ONDE FICAR

Nos dois anos em que passei o carnaval em Pernambuco fiquei na casa de amigos, em Recife, mas a maioria dos foliões fica em pousadas ou casas alugadas em Olinda. Tem gente que nem sai das pousadas e fica vendo toda a festa da janela, de camarote. Apesar de mais distante da festa, se hospedar em Recife pode ser uma opção, ainda mais se sua viagem for durar mais que o carnaval. Há ônibus que ligam as duas cidades e o preço dos táxis é bastante honesto.

Sem ingressos nem abadás, de resto é só levar a animação pra pular os quatro dias. O frevo é contagiante e garanto que mesmo quem não souber dançar não conseguirá ficar parado!

Para imprimir este post, clique aqui.

Personal Trip

About the Author

Pelo Brasil ou exterior. Sozinha ou acompanhada. O negócio é botar o pé na estrada. Tem coisa melhor?

8 Respostas para “ Olinda, salve o teu carnaval ”

  1. Concordo ir em Olinda tem que ir na Casa de Noca, aquela macaxeira com carne de sol e queijo coalho nao há igual! Ainda mais tomando aquela breja e escutando Chico Science. Uma boa dica é ficar em alguma casa alugada com uma galera na Rua do Bonfim! E ficar nas calçadas tomando umas, conhecendo gente de todo o mundo pq Olinda é uma mistura de etnia sensacional! Ooow saudade de Olinda! ”Olinda inteira vai descer ladeiiira”

  2. GENTE PORFAVOR NESTE CARNAVAL SEM VIOLÊNCIA SÓ PAZ AMOR UNIÃO, E ATÉ MESMO PISOU NO PÉ DO OUTRO DESCULPA UM PALAVRA TÃO SIMPLES E FACIL DE DIZER SEM EMPURRÕES MUITOS ABRAÇOS, RISOS, BEIJOS POR QUE NÃO ISSO É SE A OUTRA PESSOA TAMBÉM TIVER AFIM CONTO COM VOCES FOLIÕES DE OLINDA SÓ PAZ,SÓ PAZ, SÓ PAZ

  3. eu vou todo ano para olinda não é previlegio pois ceroula olinda tem, eu quero ver todo mundo pular quando ceroula passar arrastando multidão tambem e quem ficar parado é doente da cabeça ou rui de levantar os pés pois ceroula não deixa ninguem parado não acredita vem pra olinda você também

  4. Olinda é um carnavel irreverente não tem igual
    principalmente o ceroula nossa mae so em falar ja começo a ficar toda arrepiada com sua estrofe pa,pa,pa parara ,parara

  5. Isa, você foi perfeita. Meus olhos encheram-se de água ao lembrar das nossas aventuras nessas cidades pra lá de lúdicas e líricas. Recife e Olinda já são maravilhosas nos 12 meses do ano, mas no Carnaval… Não tem igual!

  6. Quem for a Olinda TEM que ir na Casa de Noca. É um restaurante que funciona no quintal da casa do cara, o Noca. Não tem cardápio, lá só serve carne de sol com aipim e queijo coalho, mas foi o melhor que eu já comi na vida – e olha q a família é toda nordestina – e é bem em conta.

  7. Meu sonho é passar o carnaval em Olinda!

  8. Meu sonho de carnaval… Viva Pernambuco!

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>