• RSS
  • As Viajantes no Facebook
  • Siga-nos no Twitter

O que é Bonito é pra se mostrar: planejando sua viagem ao paraíso

Rio do Peixe Bonito Cachoeira

Uma das lindas a azuis cachoeiras do Rio do Peixe

Bonito é daqueles lugares que te fazem ter certeza de que o paraíso existe. E saber que esse paraíso fica no nosso país e reúne, além de paisagens únicas e raras, muita opção de diversão não tem preço. Quer dizer, tem. Mas ele pode ter calculado e bem dosado sem arrependimentos. No meu caso, o arrependimento foi não ter tirado mais dias pra conhecer o que acabou tendo que ficar para a próxima. 

Veja mais fotos de Bonito
Como montar seu roteiro e escolher seus passeios em Bonito

Rio do Peixe beijo arara

Beijo roubado…

Por isso resolvi dividir o post em dois. Esse primeiro, pra ajudar nos planejamentos e depois um só pra destrinchar os principais passeios e ajudar a encaixá-los no seu tempo. Uma informação útil é saber que adultos, crianças, idosos e jovens aventureiros, todo mundo tem diversão garantida por lá.

QUANDO IR – O mais importante a considerar é que no Centro-Oeste do Brasil a época de chuvas vai de outubro a março, pegando, portanto, a alta temporada. Em Bonito, apesar do calor te ajudar a encarar os rios e cachoeiras gelados, as chuvas deixam a água menos transparente. No resto do ano, há mais chance de águas cristalinas durante todo o passeio, mas é mais frio também. Eu fui agora em abril e foi uma ótima escolha. Não pegamos nenhum lugar muito cheio, tava sol todos os dias e deu pra encarar na boa a água gelada.

Flutuação Rio Sucuri Bonito

Flutuação no Rio Sucuri

COMO CHEGAR – A Azul está prestes a começar vôos-teste direto de SP. Mas o meio tradicional é voar até Campo Grande e de lá pegar um vôo regional até Bonito (a Trip faz esse trecho), pegar uma van no aeroporto ou alugar um carro e seguir via terrestre – são cerca de três horas até lá e a estrada é bem boa (só deixa a desejar já na chegada à cidade). Vimos também muita gente encarando a estrada desde São Paulo, da Região Sul ou de Brasília. Nós aproveitamos uma promo de milhas e fomos rumo à Campo Grande.

TRANSPORTE – Nós fomos de van até Bonito, mas chegando lá alugamos um carro. Não queríamos pegar estrada depois de três horas entre vôos e conexões e foi uma dica de um amigo expert no local. Isso porque os passeios não incluem traslado e se você não estiver sozinho, sai mais em conta rachar o carro. Além, claro, de te dar mais independência.

ONDE SE HOSPEDAR – Nós fomos em parceria com a galera da Agência Ar, que nos hospedou nos dois hotéis do grupo, com características bem distintas: o Hotel da Praça e o Arizona. O primeiro fica o coração de Bonito, em frente à praça da cidade, tem instalações modernas e um terraço com piscina e jacuzzi pra um pôr-do-sol dos deuses e é uma opção prática pra fazer tudo, incluindo ir aos barzinhos a pé. O segundo fica a uns quatro quilômetros do centro e os quartos são bangalôs, construídos entre árvores e piscinas e não é preciso se esforçar pra encontrar tucanos e papagaios voando de galho em galho. Mas, pra quem precisa de uma durango dica pra continuar os planos, a cidade também tem campings e albergue da juventude, mas todos ficam fora do centro.

Por do Sol Bonito Hotel da Praça

Terminando o dia no Hotel da Praça

QUANTO LEVAR – Se planeje para gastar cerca de R$ 100 / R$ 150 por dia (Não se assuste. A maioria dos passeios custam menos de R$ 100, mas você ainda vai ter que calcular transporte e, dependendo, almoço). Os passeios variam de R$ 10, o Balneário Municipal, que é a atividade mais barata por lá, e vão até a R$ 500, se você encarara um rapel de 70 metros num abismo seguido de mergulho (esse é só para quem já tem habilitação). Tudo vai depender se você quer só pegar sol e tomar banho de rio e cachoeira em águas cristalinas cercado de peixes por todos os lados, ou se quer também sobrevoar a região, andar de quadriciclo, fazer cavalgada ou rafiting.

* O blog viajou para Bonito numa parceria com a Agência Ar

Personal Trip

About the Author

De moto, barco, carro, avião, trem ou ônibus, para Alícia o importante é viajar, conhecer lugares novos, sem deixar de desbravar o Brasil.

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags xHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <blockquote cite=""> <code> <em> <strong>